Passe Livre

Filme fala sobre a difícil arte da infidelidade

Por Redação em 21/03/2011

   

nao. (Foto: Reprodução)
Passe Livre

Os irmãos Bobby e Peter Farrelly ficaram famosos por causa de comédias cheias de piadas grosseiras e escatológicas como Debi & Loide (1994) e Quem Vai Ficar com Mary? (1998). Pois a dupla de diretores amadureceu, e suas comédias agora não miram apenas na molecada. Em Passe Livre (2011), o alvo é o público adulto, que pode se identificar com as agruras de dois casais de quase quarentões em plena crise conjugal.

O filme é protagonizado por Owen Wilson, de Penetras Bom de Bico (2005), e Jason Sudeikis — integrante do humorístico televisivo Saturday Night Live que tenta decolar no cinema. A dupla encarna os amigos Rick e Fred, que ganham alforria provisória de suas mulheres — interpretadas por Jenna Fischer, a recepcionista queridinha do seriado The Office, e Christina Applegate, da série Samantha Who?.

A ideia de Maggie e Grace é deixar os maridos livres por uma semana a fim de provar que eles são incapazes de se virar sozinhos — mais ainda: que são incompetentes até mesmo para traí-las. Rick e Fred recebem então o alvará de soltura do casamento como uma bênção — mas os parceiros estão fora do mercado há tanto tempo que a vida de solteiro não será mesmo a mamata que ambos sonhavam. Ao mesmo tempo, a temporada longe de casa também começa a dar ideias extraconjugais para Maggie e Grace.

Além do bom entrosamento do elenco principal, Passe Livre ainda tira partido de um bom time de coadjuvantes — que inclui o ótimo ator Richard Jenkins, de O Visitante (2007), e a deliciosa e loira australiana Nicky Whelan, tentação que surge no caminho de Rick. Os manos Farrelly continuam fazendo piadas de mau gosto e nojentas — mas o tom menos histriônico e o roteiro mais adulto deixam Passe Livre mais próximo de Woody Allen do que de Vovó... Zona. Pena que o filme assuma um tom moralista e convencional na parte final, domesticando bastante o cinismo e a bagunça divertida que a comédia sustenta bem até a metade.

Vale a pena dar um "passe livre"ao parceiro?


Fonte: clicrbs.com.br

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade