14ª Jornada Nacional de Literatura é apresentada à comunidade passo-fundense

Movimentação discute rumos da leitura e convergência com novas linguagens e mídias. Simpósio Internacional de Literatura Infantil e Juvenil e JorNight são novidades

Por Redação em 24/03/2011

   

nao. (Foto: Maria Joana Chaise)
14ª Jornada Nacional de Literatura é apresentada à comunidade passo-fundense

Os grandes debates da 14ª Jornada Nacional de Literatura, enfatizando o tema Leitura entre nós: redes, linguagens e mídia, foram apresentados à comunidade passo-fundense nesta quarta-feira, 23 de março. Representantes da imprensa, de instituições parceiras e convidados participaram de um café da manhã, no Centro de Convivência da Universidade de Passo Fundo (UPF), oportunidade em que conheceram a programação e as novidades da movimentação cultural, que acontece de 22 a 26 de agosto, no Circo da Cultura, comemorando 30 anos de atuação em prol da formação de leitores.

Escritores e intelectuais do Brasil e de diversas partes do mundo estarão em Passo Fundo para discutir a influência de novos meios de comunicação e transmissão de conhecimento e seu impacto na vida de novos e antigos leitores. Durante o lançamento foi divulgada mais uma edição do Prêmio Passo Fundo Zaffari & Bourbon de Literatura e do Concurso de Contos Josué Guimarães, que estão com inscrições abertas, além da programação da 6ª Jornadinha Nacional de Leitura, 10º Seminário Internacional de Pesquisa em Leitura e Patrimônio Cultural; 4º Encontro Nacional da Academia Brasileira de Letras; 3º Encontro Estadual de Escritores Gaúchos; e do 2º Seminário Internacional de Contadores de Histórias. As novidades neste ano ficam por conta do Simpósio Internacional de Literatura Infantil e Juvenil – Literatura para crianças e jovens: por um novo pensamento crítico e da JorNight, uma programação especial destinada a jovens entre 15 e 25 anos.

A coordenadora das Jornadas Tania Rösing destacou os grandes nomes internacionais já confirmados para este ano, entre eles o portugues Gonçalo Tavares, os argentinos Alberto Manguel e Beatriz Sarlo e o tunisiano Pierre Lévy. Entre os nomes nacionais, Mauricio de Sousa, Ziraldo, Elisa Lucinda, Edney Silvestre e Eliane Brum já confirmaram presença. De acordo com Tania, as comissões organizadoras estão trabalhando a pleno vapor e está tudo sendo organizado para agosto. “Após 30 anos de história das Jornadas, quero dizer da grande emoção que nos envolve por termos tido companhia fiel ao propósito da formação de leitores. Agradeço a todos os que estiveram conosco nessa caminhada ímpar no país”, salientou, lembrando que conta novamente com o apoio e investimento de empresas estatais e privadas para a realização de mais uma edição do evento.

O reitor da UPF José Carlos Carles de Souza, presente no lançamento da Jornada, enfatizou que a metodologia utilizada ao longo dos 30 anos tem se revelado acertada em razão do modelo que aproxima o leitor do autor, favorecendo a troca de percepção a respeito de cada obra. “Poder interagir com o autor potencializa a formação de leitores críticos e intérpretes das linguagens veiculadas em diferentes suportes. Esse é o propósito das Jornadas, que têm contribuído de maneira decisiva para melhorar a média de leitura da nossa comunidade”, considerou. José Carlos lembrou da necessidade de apoio e incentivos fiscais federal e estadual, além das parcerias privadas, para a realização das Jornadas.

Na opinião do prefeito de Passo Fundo Airton Dipp, é um orgulho para todos os passo-fundenses a realização do principal evento literário do país para fomentar a cultura. “Essa história de sucesso se deve à UPF e a todos os envolvidos nesse projeto. Vamos inovar novamente nas questões literárias com esta 14ª edição da Jornada”, argumentou.

Para o presidente da Fundação UPF Jocarly Patrocínio de Souza a grandiosidade da Jornada não pode ser visualizada somente em dias da movimentação cultural. “A Jornada é o maior e mais importante evento da literatura do país, todavia, os nós que compõem essa rede de interação do público com as letras não se limitam aos dias da Jornada, mas integram propostas inovadoras da formação de leitores que propiciam a Passo Fundo e região respirar literatura”, observou.

A secretária Municipal de Educação Vera Vieira lembrou que as Jornadas foram responsáveis por transformar Passo Fundo em Capital Nacional da Literatura. “Estamos criando uma política diferente de formação de leitores e semeando o amor ao livro e à leitura em todos os cantos dessa cidade para consolidar esse título”, justificou, citando diversas iniciativas, como os Largos da Literatura e o projeto Livro do Mês.

A coordenadora da 7ª Coordenadoria Regional de Educação Marlene Silvestrin reafirmou o apoio do Governo do Estado à Jornada, já demonstrado com a revogação da Ordem de Serviço 04/2008, permitindo agora aos professores participarem das atividades. “É um evento que engrandece a cidade e a região, que vamos apoiar efetivamente”.

Participaram também do lançamento da Jornada em Passo Fundo os vice-reitores de Graduação Neusa Henriques Rocha; de Pesquisa e Pós-Graduação Leonardo José Gil Barcellos; de Extensão e Assuntos Comunitários Lorena Teresinha Geib; e Administrativo Agenor Dias de Meira Júnior; diretores de unidade, professores da UPF, o presidente do DCE Antônio Carlos Antunes; o vice-prefeito Renne Cecconello e o secretário da Cultura Alex Necker.

Um clip da Jornada foi apresentado aos presentes, que também conheceram a música Sagração da Palavra, especialmente criada para esta edição da movimentação cultural (letra de Paulo Becker e música de Humberto Gessinger, interpretada por Fernando Montini). Todos os detalhes referentes à 14ª Jornada Nacional de Literatura de Passo Fundo podem ser conferidos no site www.jornadadeliteratura.upf.br.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade