Produtores trocam grãos por insumos para safra 2012

Com 30% da soja colhida no RS, Gaúchos estão optando pela modalidade que garante estabilidade de preço

Por Redação em 04/04/2011

   

nao. (Foto: João Alberto de Souza)
Produtores trocam grãos por insumos para safra 2012

Com cerca de 30% da safra de soja colhida no Estado, produtores estão adotando uma modalidade de compra antecipada para garantir estabilidade de preço para o próximo plantio.

A prática, que consiste em estabelecer um valor fixo pela commodity e trocar o grão por insumos, é mais comum com o trigo, mas agora começa a se popularizar com a principal cultura agrícola do Rio Grande do Sul.

É o caso do produtor Carlinhos Gianluppi, que planta 350 hectares em Boa Vista do Cadea­do. Animado pelo bom preço, trocou três mil sacas de soja pela mesma quantidade de adubo para a próxima safra de verão.

— Foi ótimo. Troquei um saco de soja por um de adubo, que custa em média R$ 52. Está no preço — afirma.

Estratégia também é utilizada em cooperativas

Em Cruz Alta, a modalidade de troca já é responsável por 35% dos negócios com a soja na Marasca Comércio de Cereais – no caso do trigo, esse percentual chega a 70%.

Segundo o gerente comercial da empresa, Odarlei Hefle, o diferencial nesse tipo negócio é que o produtor, antes mesmo do plantio, consegue quantificar o volume de grãos que precisará para custear a lavoura, independentemente da variação de preços até a colheita.

— É uma forma de garantir a liquidez do grão, mesmo quando ele apresenta incertezas quanto à comercialização — destaca Hefle.

ZERO HORA

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade