Secretário Beto Albuquerque encaminha pleitos do Estado em Brasília

Por Redação em 06/04/2011

   

nao. (Foto: Seinfra / Divulgação)
Secretário Beto Albuquerque encaminha pleitos do Estado em Brasília

O secretário de Infraestrutura e Logística do RS, Beto Albuquerque, estará em Brasília, nesta quarta-feira (06), para dar encaminhamento a pleitos gaúchos junto ao governo Federal. Às 15h, Beto será recebido pelo ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento. A construção de uma nova ponte sobre o rio Guaíba e a segunda etapa da Ferrovia Norte-Sul, ligando São Paulo ao porto de Rio Grande e a federalização de algumas rodovias gaúchas são as principais pautas a serem tradas com o ministro.

Beto Albuquerque também tem agenda com o ministro do Turismo, Pedro Novais, a partir das 18h. O secretário irá pedir a liberação de recursos para a conclusão da pavimentação da ERS-020, entre Cambará do Sul e São José dos Ausentes. Com extensão de 50,8 km, a obra está orçada em R$ 45,6 milhões.
O secretário pretende, ainda, se reunir com o ministro dos Portos, Leônidas Cristino, para tratar da dragagem e aumento do calado, de 17 pés para 19pés, da hidrovia Porto Alegre/Rio Grande. Com o aumento do calado, por exemplo, o Pólo Petroquímico e a Petrobrás, que são as principais empresas que utilizam a hidrovia, têm condições de duplicar a carga transportada.

Pela manhã, às 10, o secretário participa da instalação da Frente Parlamentar em Defesa do Trânsito Seguro, a qual presidiu, como deputado federal, por oito anos. Atualmente presidida pelo deputado federal Hugo Leal, a Frente é uma instância suprapartidária do Congresso Nacional que tem como objetivo a redução de mortes e lesões no trânsito das cidades e rodovias brasileiras. O ato acontece no auditório Nereu Ramos, Anexo II, da Câmara dos Deputados.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade