Número de alunos capacitados para atuarem nas salas de aula digitais ultrapassa 4 mil

Informática na escola, capacita alunos para atuarem como monitores

Por SEC RS em 12/04/2009

   

Sala de Aula Digital da Escola Estadual Rio Grande do Sul, em Porto Alegre.. (Foto: Marjorie Klich Nunes)
Número de alunos capacitados para atuarem nas salas de aula digitais ultrapassa 4 mil

A Secretaria Estadual da Educação (SEC), em parceria com a Microsoft, está capacitando cerca de 4,5 mil alunos da rede pública, para atuarem como monitores nos ambientes informatizados das escolas. O levantamento inicial mostrava a participação de três mil estudantes, mas os professores dos Núcleos de Tecnologia Educacional (NTE), das 30 Coordenadorias Regionais de Educação (CRE’s) do Estado, receberam mais inscrições para a capacitação. Por meio do Projeto Aluno Monitor, são oferecidas orientações para a utilização de sistemas operacionais voltados a práticas pedagógicas nas instituições de ensino.

A capacitação terá um total de 140 horas/aula à distância via Internet, durante os meses de abril a junho. Os estudantes poderão ser acompanhados de forma presencial por profissionais dos NTE’s. As aulas ocorrerão na casa dos alunos, na escola ou em qualquer lugar com acesso a Internet. Entre os conteúdos abordados estão sistemas operacionais, manutenção de microcomputadores e aplicativos de softwares de produtividade (Word, Excel e PowerPoint).

Além da realização do Projeto Aluno Monitor, a parceria entre a SEC e a empresa americana de softwares também vai fazer com que o Rio Grande do Sul seja o primeiro Estado brasileiro a adotar o Windows Educação, beneficiando as 2,6 mil escolas estaduais e mais de 1,2 milhão de estudantes. O sistema operacional vai propiciar acessibilidade sem restrição aos produtos da Microsoft nas instituições de ensino.

A partir da parceria com a Microsoft ainda está prevista a oferta de e-mails gratuitos para que a SEC conecte todos os estudantes e professores da rede estadual. Os e-mail gratuitos fazem parte do serviço Live@edu desenvolvido para instituições acadêmicas.

Segundo a responsável pela Central de Apoio Tecnológico à Educação da SEC, Zélia de Souza, o governo do Estado não vai deixar de usar Software Livre nos computadores das escolas que já trabalham com esse tipo de sistema operacional. “A parceria firmada com a Microsoft representa apenas mais uma alternativa oferecida às instituições de ensino da rede estadual. Continuaremos utilizando o sistema Linux Educacional onde já está instalado”, assegurou.

Com a adesão ao Windows Educacional, as licenças dos softwares estão sendo adquiridas para uso perpétuo ao preço de US$ 13,00 cada. O investimento total na compra das licenças está calculado em R$ 600 mil, sendo que serão pagos efetivamente R$ 462 mil, tendo em vista o desconto de 23% oferecido pela representante brasileira da Microsoft que venceu a licitação aberta pelo governo do Estado.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade