Duplicação da BR-386 é prioridade regional

Autoridades e comunidade assumem compromisso no encontro realizado durante a Exposol 2011

Por Marilei Pessatti em 06/05/2011

   

Diversas autoridades participaram do debate.. (Foto: Marilei Pessatti / ClicSoledade)
Duplicação da BR-386 é prioridade regional

Com tratativas coordenadas pelo Gabinete Municipal, realizou-se na manhã de sexta-feira, 06/05, uma discussão aberta sobre a importância da duplicação da BR-386 dentro das atividades da Exposição Feira de Soledade. Segundo Maria Arlinda Daroit, chefe de gabinete, o debate foi trazido para dentro da Exposol para “realmente envolver os municípios e as comunidades somando forças na busca da realização deste projeto”.

A reunião da Comissão Pró-duplicação foi realizada no Auditório do Restaurante do Alto do Parque e contou com representantes administrativos, autoridades regionais, membros de entidades e comunidade, tanto das cidades cortadas pela rodovia como das cidades próximas a ela. A organização registrou presença não apenas de municípios do Alto da Serra do Botucaraí, mas também das regiões do Alto Jacuí, Missões e Iraí.

Foram socializados os trabalhos realizados pela comissão atual e fomentada a ampliação da composição e atuação da mesma. Buscou-se somar forças em favor do projeto e discutir e elaborar um plano de ação para continuar a reivindicação da obra.

Conforme o Prefeito Gelson Renato Cainelli o objetivo maior foi alcançado, unindo as frentes de trabalho. Para ele a “duplicação é o que falta para alavancar o desenvolvimento multissetorial não só da região, mas do estado do Rio Grande do Sul”. Entre as finalidades do encontro, fica marcada a elaboração de uma documentação oficial sobre as tratativas, o projeto técnico e a mobilização em prol da duplicação.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade