1º Ciclo de Palestras sobre Agricultura está sendo realizado em Soledade

Dias 12 e 13 no Auditório do Centro Cultural

Por Marilei Pessatti em 12/05/2011

   

(Foto: Mariana Teixeira / ClicSoledade)
1º Ciclo de Palestras sobre Agricultura está sendo realizado em Soledade

A abertura do Ciclo de Palestras foi realizada na manhã de quinta-feira, no Auditório do Centro Cultural, local sede do evento que acontece nos dias 12 e 13 de maio.

Com boa presença de público, composto por famílias de produtores rurais, direções das escolas e secretariado municipal, foi formada a mesa com a presença do Prefeito Municipal em Exercício, Luiz Carlos Vizzoto, o Secretário de Agricultura, Pecuária e Meio Ambiente e Presidente da Associação dos Secretários da Agricultura do Alto da Serra do Botucaraí, Edson Ivo Stecker e o Presidente da Câmara da Câmara de Vereadores, Juvenal Marques de Almeida. Também o Presidente da Cooperativa Agrícola de Soledade Ltda - COAGRISOL, Gelsom Manica, o Chefe do escritório da Emater, Ademir Corbelini, o Presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Soledade, David Libero Gheller, o Presidente do Sindicato Rural dos Trabalhadores, Josoé Samir da Silva Lamaison, a Coordenadora da 25ª Coordenadoria de Educação, Celeste Regina Teixeira e representando o Corede Botucaraí, Paulo Borges Quevedo.

Durante as falas, Josoé Lamaison destacou a importância do setor agrícola, do agricultor e também da mulher agricultora para a sociedade. David Gheller apontou a relevância dos temas e a qualidade da programação do evento. Ademir Corbelini afirmou que a diversidade de assuntos e as áreas de atuação dos palestrantes agregaram qualidade à iniciativa, também defendeu a valorização do agronegócio. Ademir Corbelini citou a atividade e o trabalho no campo como o início da movimentação de capital que move a economia e desencadeia o progresso. Chamou à responsabilidade os congressistas, para uma análise cuidadosa em relação às leis ambientais. Celeste Teixeira alertou sobre a necessidade de educação no meio rural e abordou o tema merenda escolar. Paulo Quevedo falou sobre a água. Usou o poço, o jardim e a horta em uma metáfora relativa àquilo que alimenta o espírito e que alimenta a alma. Juvenal Almeida colocou o legislativo como parceiro do agricultor e destacou o Ciclo de Palestras como uma oportunidade de acrescentar, somar ideias em prol do produtor rural. Ivo Stecker abordou inovações tecnológicas, agricultura familiar e infraestrutura, falou das possibilidades de inclusão digital. Chamou à responsabilidade os âmbitos municipais, estaduais e federais em relação às políticas publicas para a agricultura e o agronegócio. Reafirmou as parceiras, colocando as entidades envolvidas e toda a capacidade técnica disponível à disposição do produtor rural soledadense. Encerrou a fala com uma pergunta: “O que é para nós o homem do campo?” e desejou a todos uma participação produtiva no Ciclo de palestras.

“Eu sou um pequeno produtor apaixonado pela lida do campo” afirmou Vizzoto “e sei que o lucro no nosso negócio vem da presença do agricultor ali junto da sua terra, trabalhando a lavoura no dia a dia”. Em nome da Administração Municipal defendeu o conhecimento para o agricultor, abordou o Código Florestal e cobrou respeito ao homem do campo daqueles que estão no congresso para também representá-los. Apoiou a compra dos produtos da merenda escolar do agricultor municipal e reiterou o compromisso do poder público em investir na produção rural, efetuar manutenções nas estradas e defender a permanência e os interesses das famílias que trabalham com a lavoura. Encerrou pedindo a todos que “difundam o conhecimento e produzam!”

A 1ª Edição do Ciclo de Palestras é uma iniciativa da Administração Municipal de Soledade, através da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Meio Ambiente, com apoio da EMATER/ ASCAR, Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Sindicato Rural e COAGRISOL.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade