Governo do Estado prepara comemoração dos 90 anos do Palácio Piratini

Por Daiane Roldão em 16/05/2011

   

(Foto: Divulgação / RS)
Governo do Estado prepara comemoração dos 90 anos do Palácio Piratini

A celebração dos 90 anos de existência do Palácio Piratini, sede do Governo do Rio Grande do Sul, contará com uma série de atividades, a partir da próxima terça-feira (17), no sentido de estreitar ainda mais a relação existente entre o Poder Executivo e a população gaúcha. O objetivo é destacar o local como um espaço de cultura e preservação da memória patrimonial e política do Estado.

Entre os destaques da programação estará o anúncio de medidas relativas à atualização e manutenção de uma política de acervo, capazes de revitalizar o patrimônio histórico que o espaço abriga. A intensificação do número de visitas e a divulgação de atividades culturais também figuram entre as ações que efetivarão maior proximidade entre a sede do Governo e a comunidade.

"O edifício público mais belo e majestoso de todo o Brasil"

O Palácio Piratini foi construído para substituir o antigo Palácio de Barro, que existia no mesmo local. No fim do século XIX, o prédio original encontrava-se em péssimo estado, demandando a construção de um novo. O primeiro projeto foi de autoria do arquiteto Affonso Hebert, da Secretaria de Obras Públicas, e a pedra fundamental foi lançada em 27 de outubro de 1896.

O secretário de Obras da época, Cândido José de Godoy, ao que tudo indica, parece ter tido influência na escolha de um projeto que fosse "o edifício público mais belo e majestoso de todo o Brasil". Um ano depois, o arquiteto francês, Maurice Gras, veio ao Rio Grande do Sul e apresentou uma proposta que foi aprovada. Em 20 de setembro de 1909, foi lançada a segunda pedra fundamental do Palácio.

Em 17 de maio de 1921 o prédio pôde ser ocupado, mas sem inauguração oficial e em caráter parcial, pois as alas residenciais, os salões nobres e os jardins não estavam prontos. Somente na década de 1970, o Palácio foi dado como concluído. Em 1955, através de decreto do governador Ildo Meneghetti, foi outorgado o nome oficial de Palácio Piratini, uma homenagem à primeira Capital da República Rio-Grandense durante a Revolução Farroupilha.

Programação

Dia 17 - Lançamento das comemorações aos 90 anos do Palácio, através de ato político e assinatura do decreto de criação do Conselho de Preservação do Palácio Piratini, às 18h30min, onde serão anunciadas ações que se seguirão após a data. Às 20h30min, apresentação da OSPA no auditório Dante Barone da Assembleia Legislativa.

Dia 18 - Visita guiada ao Palácio com a Comissão da Legalidade, às 11h. Durante a tarde, às 14h, aquisição de produtos orgânicos de pequenos produtores agrícolas para cozinha do Palácio.

De 13 a 18 de maio - Respondendo a pergunta "O que o Palácio Piratini representa para o RS?", através da tag #piratini90, no Twitter, será possível participar de um concurso de frases, onde o vencedor terá direito a um convite com acompanhante para a Festa de Encerramento.

Dia 19 - Lançamento do bicicletário, cisterna e horta, às 12h. Após, almoço com produtores de alimentos orgânicos, no Galpão Crioulo.

Dia 20 - Às 19h, jantar com pratos típicos de diversas regiões do Estado, no Jardim Interno do Palácio, produzido por escolas de gastronomia do Senac, Aires Escavoni e Unisinos, seguida de solenidade de encerramento.

Neste período haverá, ainda, nas instalações do Palácio, exposição fotográfica com foco em sua construção e na valorização dos servidores que tornam possível o funcionamento e preservação do espaço em data a ser confirmada.

Visitação

O Palácio Piratini é aberto à visitação pública com o auxílio de guias especializados. A atividade pode ser realizada de segundas às sextas feiras, das 9h às 11h e das 14h às 17h. Além de guiadas em português, as visitas ao local também podem ser feitas com acompanhamento em inglês e espanhol. Grandes grupos devem fazer agendamento prévio, através dos telefones (51) 3210.4168/4169.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade