Paralisação da construção da Ponte do Diniz repercute no estado

Por Patric Cunha Strapazzon em 20/05/2011

   

(Foto: Patric Cunha Strapazzon / Divulgação)
Paralisação da construção da Ponte do Diniz repercute no estado

Ainda repercute a notícia da paralisação da obra de construção da ponte do Passo do Diniz em Mormaço. A obra que já alcança mais de 30% de execução concluída está parada e preocupa a administração municipal, já que a confirmação dos 81 convênios, anunciados pelo estado em janeiro, que atenderiam compromissos empenhados pela gestão anterior, não estão sendo observados.

Na última terça-feira uma equipe da RBS TV esteve no município buscando informações sobre a interrupção da obra, que é orçada em R$ 526.249.63 e que estava na lista das que deveriam ter continuidade. A reivindicação é uma antiga demanda da comunidade que vinha tomando corpo e que beneficiaria as comunidades locais, divisa entre os municípios de Mormaço e Soledade.

A obra que iniciou em novembro de 2010 já estava com várias fases concluídas e a preocupação da administração é de que a paralisação dos serviços gere gastos extras, pois alguns dos serviços realizados poderão ser perdidos, onerando ainda mais as despesas com a obra. Além disso, a falta de garantias deixa a comunidade apreensiva, visto que a informação do DAER é de que será necessário ser feita uma análise minuciosa dos detalhes do convênio.

A empresa responsável pela execução da obra já deveria ter recebido R$130.000,00, e de acordo com o DAER faltam recursos para concluir a obra. O prefeito Luís Carlos Machado ao falar sobre o assunto mais uma vez frisou a relevância da ponte. “Conseguimos nessa gestão aprovar o projeto e dar início aos trabalhos de construção, estávamos na expectativa de que a conclusão da obra ocorresse dentro do cronograma, várias fases já se encontram prontas e a obra já estava tomando forma, a continuação dos serviços é uma necessidade iminente para a comunidade”. A administração segue na expectativa da retomada da obra.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade