Base da polícia comunitária de Soledade começa a sair do papel

Por Redação em 06/10/2011

   

(Foto: Arte / ClicSoledade)
Base da polícia comunitária de Soledade começa a sair do papel

Nesta semana, a Brigada Militar de Soledade começou a executar o plano de criar uma Base de Polícia Comunitária no centro da cidade. A Base será instalada inicialmente, no atual posto policial do centro. Conforme planejamento elaborado pelo Capitão Nelson Ceolan Júnior, móveis recebidos por doação do antigo Fórum foram remanejados para a Base Comunitária. Além disso, um empresário manifestou interesse em auxiliar com a colocação de películas nos vidros para proteção de móveis e equipamentos, e outro morador da área central, disponibilizou equipamento de ar condicionado, e assim, com a mobilização da comunidade a Base começa a sair do papel.

O Tenente Edelvi Graff Vieira, um dos Oficiais especialista na área de policiamento comunitária do 38º BPM, assumirá no início da próxima semana o comando da Base de Polícia Comunitária “in loco” e destaca que o auxílio material é importante. “Começaremos a trabalhar de imediato, pretendemos utilizar salões de outras entidades do centro para a realização de reuniões com setores diversos, pois este sim é o principal vetor de ação, a interação da comunidade com a polícia militar”, finalizou o Tenente.

O Policiamento Comunitário Rural, criado e efetivado pelo Tenente Graff, na gestão do então Capitão Sergio Portela da Silva, atual Comandante do 38º Batalhão, foi um evento bem sucedido, sendo registrados excepcionais resultados, com destaque em nível de Estado, na atual administração, o Capitão Ceolan expandiu esta linha de ação para as cidades de Tapera e Espumoso.

A Polícia Comunitária tem a força da Comunidade e quando esta consegue participar do sistema de segurança, os resultados são positivos. Em todo o mundo há registros do êxito desta ação integrada.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade