Curso de tango será realizado em Soledade

Oportunidade é aberta a todos os apreciadores da dança, e acontecerá entre os dias 17 e 20 de janeiro de 2013

   

(Foto: Lucas Bicudo / Informativo Regional)
Curso de tango será realizado em Soledade

Após estarem em Soledade durante o I Festival Internacional de Folclore de Soledade, os bailarinos e coreógrafos Daniel Romera e Fanny Gorosito retornam ao município para proferir um curso de tango. Integrantes do Instituto Martin Guemes de Córdoba, da Argentina, a oportunidade é aberta a todos os apreciadores da dança, e acontecerá entre os dias 17 e 20 de janeiro de 2013. O investimento será de R$ 60,00 por pessoa ou R$ 100,00 o par.

Conforme destaca Vasco Portela Carneiro, a ideia de proporcionar este curso surgiu durante o Festival de Folclore de Soledade. “Sou apaixonado por dança, e quando vi o Daniel e a Fanny dançando, após a apresentação questionei se haveria alguma possibilidade de retornarem a Soledade para ministrarem um curso de tango. Alguns ajustes e contatos e foi possível estabelecer esta oportunidade única aos apreciadores da dança”, aduziu. O organizador salienta que as vagas são limitadas, entre 15 a 20 pares, e a confirmação na participação do curso deve ser feita através dos telefones (54) 3381 1875 ou (54) 9123 4807.

Conhecido em todo o mundo e apreciada por muitos, o tango é uma dança que mescla drama, paixão, sexualidade, agressividade e é totalmente triste. Considerado Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco, esta dança descenderia da habanera e se interpretava nos prostíbulos de Buenos Aires e Montividéu, nas duas últimas décadas do século XIX, com violino, flauta e guitarra (violão). Nessa época, o tango era dançado por dois homens, por esta razão os rostos ficavam virados, sem se fitar.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade