UPF adquire 660 computadores de ponta para renovar laboratórios de informática

Máquinas já estão sendo instaladas. Pelo menos 22 laboratórios serão renovados

Por Redação em 16/07/2009

   

nao. (Foto: Maria Joana Chaise )
UPF adquire 660 computadores de ponta para renovar laboratórios de informática

Proporcionar estrutura física de qualidade para que alunos e colaboradores possam desenvolver suas atividades adequadamente. Este foi o objetivo que motivou a Reitoria da Universidade de Passo Fundo (UPF) a renovar 22 laboratórios de informática, além de outros espaços administrativos, neste mês de julho.

Somente em 2009, os investimentos realizados para a aquisição de novos equipamentos ou substituição dos antigos chega a mais de R$ 1,2 milhão. A política de renovação visa a atender, prioritariamente, os alunos. Por este motivo os laboratórios de informática são os primeiros a serem renovados, tanto de unidades acadêmicas do Campus I quanto de todos os campi da UPF.

O reitor, Rui Getúlio Soares, comemora os investimentos realizados, justamente por entender que eles se revertem em benefícios à comunidade acadêmica. “Em nossa gestão, desde 2002, chegamos a 3.270 computadores adquiridos, e 315 projetores multimídia. Essa é uma preocupação constante da Reitoria da Universidade, porque a tecnologia avança muito rapidamente e nós não podemos ficar fora desses avanços. Precisamos proporcionar aos nossos alunos e professores equipamentos de qualidade e atualizados”, salientou.

Os representantes da empresa Leader Tech, fornecedora destes 660 equipamentos, foram recebidos pelo reitor nesta terça-feira, 14 de julho. O diretor presidente, Rogério Fluzer, destacou a parceria com a UPF e enfatizou a satisfação da empresa em atender o segmento de ensino “Para além de negócio, atender uma Universidade é uma responsabilidade”, destacou. A Leader Tech tem sede em Porto Alegre e, na esfera local, é representada pela Digipampa, responsável pelo pós-venda dos equipamentos.

Tecnologia e economia
Alguns dos computadores adquiridos pela UPF é do tipo Flat PC. As máquinas são novidade no mercado e possuem como característica a unidade de processamento – formada pela placa-mãe, o micro-processador, a memória, o disco rígido, a interface de vídeo, a placa de rede wireless e a interface de som - integrada ao monitor. Os modelos com torre e monitor em separados, com muitas conexões e cabos, foram substituídos por uma unidade compacta e única, que reúne monitor LCD, CPU e caixas acústicas.

Não bastasse a economia de espaço e o design moderno, o Flat PC ainda apresenta economia no consumo de energia. “Uma das opções pela escolha desses equipamentos foi analisar tecnicamente o consumo deles. Na compra dos novos monitores, tínhamos a opção de modelos com consumo de 40 watts. Optamos por estes por consumirem apenas 17 watts, mais que 50% de economia no consumo de energia”, explica o coordenador da Divisão de Tecnologia de Informação da UPF, José Alfredo Forest. Ele enfatizou, ainda, a segurança dos equipamentos e a pouca manutenção que eles exigem.

A instalação das máquinas já teve início. A previsão é de que para o início das aulas do segundo semestre, em 27 de julho, o trabalho já esteja concluído nos laboratórios de informática.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade