Butterfly é campeão Invicto

Depois de dois vice-campeonatos, a equipe comandada pela Família Rochemback levanta o caneco do municipal de campo 2009

Por André Vicari em 18/07/2009

   

nao. (Foto: Maurício Orsolin)
Butterfly é campeão Invicto

Determinação, com essa palavra a equipe do Butterfly entrou em campo, nesse sábado (18) no Estádio do Pampeiro para enfrentar a equipe do Vila Nova, na partida decisiva, após ter ganhado por 3x0 no primeiro jogo, que ocorreu no campo do Avenida.

O jogo todo fui disputado, falado, com entradas pesadas, mas não desleais, desde o primeiro minuto de jogo, foi provado que a arbitragem comandada por Paulo Sérgio Antunes e bandeirada por João Prates Muniz e Tiago Assunção, teria muito trabalho. O Butterfly entrou focado no título, mesmo com um meio campo improvisado, com Nicolau armando junto com Joãozinho, e Jocival de capitão, ajudando na marcação com Marcelo Brunetto, supriram bem as ausências de Cris e Pinheiro. Essa formação suportou bem as investidas da equipe do Vila Nova, que foi ao ataque desde o início com Bile, Roger e Gonho, contra a boa e segura zaga do Butterfly, formada por Cenoura, Dudu e Jéferson, que se postou bem e não deram espaço ao ataque da equipe do bairro fontes. No ataque Douglinhas e Gabriel davam um sufoco em Daniel, Leandro e Olavo do Vila Nova.

O jogo iniciou tumultuado, aos 5 minutos já haviam sido marcadas mais de 10 faltas. Aos 11 minutos do primeiro tempo a equipe do Vila Nova perdeu Gonho, jogador ágil e efetivo no ataque, por lesão, em seu lugar entrou Cléber que não comprometeu o esquema tático do técnico Patrício. O Primeiro tempo teve essa tônica, o Butterfly marcava correto e preciso e o Vila Nova lutava contra o relógio, nervosismo e a necessidade de vencer o jogo no tempo normal, para levar a partida à prorrogação e tentar o título após anos afastados das finais dos certames municipais.

O segundo tempo reservou os grandes momentos dessa final, aos 30 minutos, Cléber do Vila Nova foi agarrado na área do Butterfly, durante um escanteio, pênalti bem marcado pela arbitragem. Roger se posicionou para a cobrança, o gol poderia levar a partida para a prorrogação, só que nervosismo comprometeu o camisa 10 da equipe do bairro Fontes, que chutou por cima do ângulo direito do goleiro Jéferson, dificultando ainda mais a tarefa do Vila. Contudo, 5 minutos após o pênalti, o Vila teve a seu favor um escanteio que foi afastado por Jéferson, mas o rebote ficou com Fernandinho, que de fora da área encobriu o goleiro e abriu o marcador para o Vila Nova.

Atrás no placar o Butterfly não se desesperou, bem organizado no meio campo, apertou ainda mais a marcação e dois minutos após levar o gol, o zagueiro Cenoura igualou o placar, após escorar com pé direito o escanteio cobrado por Douglinhas. Com o empate os ânimos ficaram mais acirrados, as faltas mais violentas, porém a boa abritagem controlou os ânimos dos atletas das duas agremiações e com 4 minutos de acréscimo no segundo tempo, o final do jogou chegou e a equipe do Butterfly, invicta, sagrou-se pela primeira vez em sua história campeã municipal de futebol de campo.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade