Professores de Mormaço realizam estudo do pacto pela Alfabetização na Idade Certa

O tema Ludicidade foi tratado no encontro que aconteceu na secretaria municipal de educação

Por Redação em 13/06/2013

   

(Foto: Divulgação / Prefeitura Mormaço)
Professores de Mormaço realizam estudo do pacto pela Alfabetização na Idade Certa

Na sexta-feira dia 07/06/13 estiveram reunidas na Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Desporto, as Professoras Alfabetizadoras, Coordenadora Local e Orientadora de Estudo do Pacto pela Alfabetização na Idade Certa. O Programa é um compromisso formal assumido pelos governos federal, do Distrito Federal, dos estados e municípios de assegurar que todas as crianças estejam alfabetizadas até os oito anos de idade, ao final do 3º ano do ensino fundamental. Na ocasião foi estudado por todas as envolvidas, coordenadas pela Orientadora de Estudo, Cassiana Comin, o penúltimo volume da Unidade n° 04 composta de 03 encontros sobre Ludicidade.

“Os encontros que ocorrem semanalmente são marcados por muito estudo com leituras realizadas previamente onde as Alfabetizadoras já vem preparadas para participar, esclarecer dúvidas, compartilhando resultados obtidos nas atividades realizadas em sala de aula”, destaca a coordenadora do pacto no município, Luciana Gehlen.

“O assunto em pauta: Ludicidade, nos fez priorizar a discussão sobre brincadeiras e jogos que articulem as diversas áreas de conhecimento, as diferentes formas de agrupamento, tomando como foco os direitos de aprendizagem principalmente para estes anos de escolaridade, bem como a possibilidade de todas as crianças participarem, independentemente de seus impedimentos ou dificuldades, sejam motores, intelectuais, sensoriais e/ou por questões relacionadas aos distúrbios de aprendizagem”, acrescentou Luciana.

Segundo a coordenadora a atividade partiu do pressuposto de que a brincadeira em situações educacionais deve ser acessível para todas as crianças e que todas possam participar dos agrupamentos formados em sala de aula regular. Luciana frisou afirmou ainda que no conjunto dessas discussões, estão sendo apresentadas reflexões sobre o processo de aprendizagem do Sistema de Escrita Alfabética por meio das brincadeiras. E para exemplificar a situação, buscou argumentos na poesia, citando versos de Carlos Drummond de Andrade.

“Brincar coma criança não é perder tempo, é ganhá-lo:
se é triste ver meninos sem escola, mais triste é vê-los sentados,
tolhidos e enfileirados em uma sala de aula sem ar,
com atividades mecanizadas, exercícios estéreis,
sem valor para a formação dos homens críticos e transformadores de uma sociedade”.

Carlos Drummond de Andrade

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade