Prefeitura de Fontoura Xavier realizou campanha de recolhimento de lixo eletrônico

A quantidade de sucatas eletrônicas se aproxima de uma tonelada

Por Redação em 13/06/2013

   

(Foto: Fernando Martins / Divulgação)
Prefeitura de Fontoura Xavier realizou campanha de recolhimento de lixo eletrônico

A campanha de recolhimento de lixo eletrônico, realizada pela Prefeitura Municipal de Fontoura Xavier, tem alcançado resultados significativos. Desde o início da campanha, a quantidade de sucatas eletrônicas, como televisores, rádios, e outros aparelhos elétricos já se aproxima de uma tonelada.

Conforme o setor de vigilância sanitária da prefeitura municipal, os resultados já obtidos superam as expectativas e demonstram a preocupação dos fontourenses com o meio ambiente. Ainda conforme a coordenação da campanha, os resíduos serão encaminhados pela prefeitura municipal para uma empresa de Lajeado onde será feito o devido descarte. “Sabemos da importância do descarte correto destes materiais, pois são prejudiciais ao meio ambiente e consequentemente a saúde de nossa comunidade. Acreditamos que com esta campanha, Administração Municipal assume o compromisso de responsabilidade social e também de preservação do meio ambiente e da saúde de nosso povo”, afirma o prefeito Tiago Zanotelli.

O lixo eletrônico se descartado de maneira indevida no meio ambiente, além de causar um forte impacto ambiental, pode acarretar em sérios danos à saúde das pessoas. O lixo eletrônico não pode ser descartado no lixo comum. Esses produtos contêm mercúrio, chumbo, fósforo e cádmio. Substâncias que contaminam o ar a água e o solo, e são altamente cancerígenas.

Os resultados já são significativos, porém a campanha continua, e a comunidade pode depositar as sucatas eletrônicas junto ao posto de coleta instalado no saguão da Prefeitura Municipal.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade