Executivo de Soledade participa de capacitação tributária em Não-Me-Toque

Capacitação regional busca maior arrecadação aos municípios

Por Redação em 19/06/2013

   

(Foto: Divulgação / Prefeitura Soledade)
Executivo de Soledade participa de capacitação tributária em Não-Me-Toque

Na última quinta, dia 13, na Câmara Municipal de Vereadores de Não-Me-Toque, ocorreu um curso de capacitação em controle externo da administração tributária, alternativas de incremento da receita própria municipal e controle das renúncias de receita.

Participaram da capacitação prefeitos, secretários da fazenda, contadores, assessores jurídicos e fiscais tributários de 30 municípios da região do Alto Jacuí e do Alto da Serra do Botucarai. O evento foi promovido pelo AMAJA - Associação dos Municípios do Alto Jacuí, com o apoio do COMAJA - Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Jacuí e da AMASBI -Associação dos Municípios do Alto da Serra do Botucarai.

Luiz Fernando Rodriguez diretor do TCE/RS, assessor da Mesa e da Presidência da Assembleia Legislativa 2010 a 2013, Ireneu Orth, presidente da COMAJA, economista e advogado foi o instrutor, e segundo ele trazer cursos como este para nossa região é uma forma de nossos municípios saber como arrecadar mais sem aumentar impostos ao munícipe, estando atualizados com a constituição e programas federais.

O prefeito de Não-Me-Toque, Antonio Vicente Piva, abriu o evento destacando a honra em sediar uma capacitação de alto nível como esta, podendo capacitar vários servidores trazendo maior eficiência para os serviços.

De Soledade, estiveram participando o Prefeito Paulo Cattaneo, a secretária da Fazenda e Fiscalização Adriana Faoro Teixeira, a assessora Jurídica Carina Ruas Balestreri e o fiscal tributário José Moacir Peres.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade