Quinta-feira marcada por paralisações, passeatas, bloqueios e frustrações na Região

Bloqueio na RSC 153/471 em Barros Cassal e protestos dos professores em Soledade, marcaram a data na região

Por Douglas Perin em 11/07/2013

   

(Foto: Douglas Perin / ClicSoledade)
Quinta-feira marcada por paralisações, passeatas, bloqueios e frustrações na Região

Muito se esperou dos possíveis bloqueios na BR 386 na tarde desta quinta-feira (11), porém nada mais que frustrações por parte das poucas pessoas que se reuniram nas margens da BR 386 no trevo de Tio Hugo.

Em Soledade também eram esperados bloqueios em dois pontos da rodovia, e algumas pessoas chegaram a cancelar compromissos em outras cidades, porém o movimento não chegou a acontecer e a estrada não correu risco de bloqueio em nenhum momento.

Já Barros Cassal surpreendeu a região, com um bloqueio total da RSC 153/471, organizado por populares na manhã desta quinta-feira, que fez com que das 13h até as 16h30min, nenhum automóvel saísse da cidade rumo a Soledade ou vice-versa. Em faixas e carro de som, os manifestantes solicitavam o recapeamento urgente da estrada que liga Barros Cassal a Soledade, que apesar de ter recebido reparos há alguns dias, os buracos voltaram em boa parte do trecho.

No centro de Soledade, uma caminhada pelo centro da cidade, organizada pelo CPERS, com a presença de professores, alunos e funcionários de escolas, reivindicou pagamento do piso salarial, a manutenção do plano de carreira, investimento dos 35% na educação, previstos na Constituição Estadual, entre outros.

O 28º Núcleo com sede em Soledade aprovou o indicativo de greve, sendo que nesta sexta-feira (12) acontece uma assembleia do CPERS em Porto Alegre, onde a principal pauta será a possibilidade de uma greve geral no RS.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade