Soledadense lança livro baseado em uma viagem para a Europa

Bettina Ferreira compartilhou o romance “Sob o Céu de Londres” com amigos, familiares e autoridades soledadenses

Por Ana Mello em 06/08/2013

   

(Foto: Ana Mello / ClicSoledade)
Soledadense lança livro baseado em uma viagem para a Europa

Uma viagem. Uma alternativa. Falar ou falar. Um suco de laranja no The Dickens Inn. O Fantasma da Ópera. A mudança de paradigma. De volta para casa. E todos esses ritmos, sentimentos, olhares e percepções separados por vírgulas, pontos finais, entusiasmo, interrogações, páginas e milhas de distância.

O Romance “Sob o Céu de Londres”, escrito pela soledadense Bettina Ferreira (17), foi lançado na noite deste sábado (03) no Salão Azul da Prefeitura Municipal de Soledade. Conforme a autora do livro, apesar de residir no município de Não-Me-Toque, considerou importante compartilhar com amigos e familiares de Soledade a obra.

Bettina é acadêmica do segundo semestre de Direito da IMED, trabalha como locutora na rádio Magia FM e conta que a ideia de escrever um romance surgiu a partir de uma viagem a Europa, em maio de 2011, onde visitou muitos países, como Bélgica, Holanda, Alemanha, República Tcheca, Hungria, Áustria. Apesar de um roteiro intenso, como descreve Bettina, os quatro dias dedicados à Londres foram inesquecíveis.

“Minha ideia surgiu no começo de 2012. Resolvi escrever um conto policial ambientado em Londres, divulguei na internet e a repercussão foi boa. Também me senti muito satisfeita com aquele conto, e resolvi ampliá-lo, até finalmente chegar ao produto final”, conta Bettina. Segundo a Escritora, o que a inspirou para escrever, inicialmente, foi o fato de muitos jovens que aparentemente tem tudo o que desejam em forma de bens materiais, famílias estruturadas, aceitos na sociedade, mas mesmo assim são infelizes, tristes e solitários.  “O título inicialmente seria “Uma Noite em Londres”, mas me remeteu a outras obras conhecidas e também eu não possuía uma foto bonita da cidade à noite para usar na capa. Sob o Céu de Londres foi então o mais adequado para uma trama onde o personagem principal não era de Londres, mas ia para lá, e vivia um pouco sob o céu daquela cidade”, explica.

O livro “Sob o Céu de Londres” fala de um jovem milionário, chamado Richard, que mora em uma pacata cidadezinha no interior dos Estados Unidos. “A família dele é tão poderosa, que eu escolhi uma cidade que tem o nome deles, a King City, que fica na Califórnia. Ele vive melancólico, deprimido, apesar de ter além do necessário em questão de bens materiais. Ele supera esse estado sorumbático, quando arruma um bom motivo para viver, mas por curto período, pois sua alegria se transforma em perda”, relembra Bettina.

No livro, o jovem realiza uma viagem à Londres para aliviar a sua dor, afinal sentia-se muito bem naquela cidade e também tinha condições para visitá-la quando quisesse. Lá acaba por envolver-se em uma trama sangrenta: um serial killer que deseja encerrar sua noite de assassinatos justamente com ele, Richard.

Bettina cita no decorrer da obra alguns lugares que esteve em Londres e outros que gostaria de visitar.  “Eu estive no The Dickens Inn, tomando um suco de laranja. Gostei muito daquele local, por ser rústico e ter um jeito bem londrino. Também o pub, o The Champion, o qual não cheguei a entrar, mas passei lá, pois um companheiro de viagem desejava visitar uma loja de fotografia que localizado ao lado dele, e eu como não entendo nada do assunto, fiquei caminhando naquela rua, achei ela e o pub muito bonitos. O  HerMajesty’sTheatre foi onde eu pude realizar meu sonho de assistir ao Fantasma da Ópera”.



Bettina acredita que nenhum personagem da trama tenha base em si própria, porém, destaca que muitos momentos do livro, são inspirados no que ela pensa. “Às vezes sentimos uma grande revolta por algumas pessoas que são nada menos que parasitas da sociedade. Sejam pessoas que só aproveitam-se dos outros, ou como foi muito frisado no livro, os praticantes do “bullying”, que causam tanto mal aos que o sofrem”, afirma.

Sobre a relação do leitor com o livro a Escritora prefere não criar expectativas além de atinar a curiosidade durante a leitura. “Deixo muitas interrogações e isso leva o leitor a não parar de ler, a querer descobrir o ‘o que será que vem na próxima página’. Um de meus objetivos é que as pessoas acreditem no amor verdadeiro e descubram a inutilidade da vingança”, pontua.

Ao falar de sua viagem para a Europa, Bettina destaca algumas mudanças que ocorreram na sua forma de pensar e agir.



“Trouxe um inglês melhorado e também capacidade de comunicação. Sempre fui muito tímida, mas quando nos colocamos em situação de necessidade não existe mais a vergonha de comunicar e isso foi muito importante para o meu amadurecimento. Nos demais países da minha viagem, tive acesso à culinária típica, e destaco a húngara como a melhor de todas, museus, castelos, jardins e paisagens inesquecíveis”, destaca.

A jovem escritora já pensa em dar continuidade ao seu trabalho, inclusive no romance “Sob o céu de Londres”. “À medida do possível já estou elaborando mentalmente uma espécie de continuação do meu livro. Mas uma continuação independente, que possa ser lida tanto quanto um novo romance, quanto como continuação de Sob o Céu de Londres”, diz Bettina.

Conforme ela, os exemplares estarão dispostos à venda na Rádio Soledade AM na próxima semana. Neste ensejo, ela deixa ao leitor um dos trechos considerados mais significativos da Obra.

(...)

“Houve um dia, em especial, em que ele foi até a casa de Rose. Ela atendeu a porta, de pijama, muito linda e cheirosa. Ouvia-se a voz grave de Johnny Cash vindo de algum lugar da casa. Ela olhou-o, sem nada dizer, e ele sentiu-se deslumbrado com o sorriso tímido e com a imensa beleza postada diante de seus olhos. Ela pegou sua mão e simplesmente a segurou firme. Ele passou por uma sensação de felicidade e sentiu muita emoção ao mesmo tempo. Estava apenas olhando e segurando a mão de sua amada. Isso era o suficiente para deixá-lo feliz.

Então, ela beijou-o por um longo tempo, vagarosamente, enquanto ele desejou que aquele momento não acabasse nunca mais. Depois, levou-o pela casa na direção do seu quarto. O toque de seus lábios era tão suave e delicado que parecia o de um anjo do céu. Love is a temple, Love thehigherlaw…. Talvez esse seja o momento mais especial e mágico de todos. Um momento único, inesquecível, que está gravado para sempre em suas memórias”.

(...)

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade