Soledade é Joia encerrou com grande participação de público

Organizadores se demonstram satisfeitos com os resultados apresentados na primeira edição do evento. Otimismo também foi verificado por parte dos expositores.

Por Lucas Bicudo / IR em 28/10/2013

   

(Foto: Ana Mello / ClicSoledade)
Soledade é Joia encerrou com grande participação de público

Encerrou na noite de ontem (27), no Parque de Eventos Centenário Rui Ortiz, a primeira edição do Soledade é Joia. Durante os três dias do evento, conforme informações repassadas pela organização, mais de 20 mil pessoas visitaram os cerca de 100 estandes das feiras de joias, construção civil, móveis e ambientes, indústria, comércio e serviços.

De acordo com coordenador geral, Paulo Ernani Klafke, a avaliação foi positiva, uma vez que os objetivos traçados foram alcançados. “Em conversa informal que tivemos com os expositores, percebemos que o nível de satisfação foi de 99%, uma vez que conseguiram comercializar seus produtos”, pontuou. Ele ressalta que foi aplicada uma pesquisa durante a feira, em horários e turnos alternados. “O resultado deste levantamento iremos apresentar por ocasião da prestação de contas, que será feita durante o jantar de comemoração dos 75 anos da ACIS, com data a ser definida, mas será entre os dias 18 e 30 de novembro”, informou Klafke.

Com relação a presença de público, o coordenador geral disse que, na medida em que o tempo deu condições, os soledadenses e visitantes compareceram. “Na sexta-feira, tivemos um dia ensolarado e a presença de um público razoável. No sábado, houve muita chuva, e o número de visitantes foi baixo. Porém, no domingo, a participação foi excelente, onde o pavilhão e a área externa esteve lotada”, considerou. A presença de pessoas de outros municípios gaúchos, Estados brasileiros e até estrangeiros foram identificados. “Tivemos um grupo que veio do Espírito Santo, de Pelotas, Porto Alegre e cidades vizinhas a Soledade. Igualmente estiveram aqui chilenos, peruanos e uruguaios. Com certeza ficamos muito satisfeitos”, acrescentou. Em relação ao show de Gabriel Valim, Paulo Ernani Klafke considerou que foi um sucesso para quem assistiu, mas em relação à presença de público, foi mediano.

Por fim, ao referir-se a resultados financeiros, o coordenador geral disse que o primeiro Soledade é Joia foi altamente lucrativo, e prova disto é que já estão projetando a segunda edição, que será mantida para o mês de outubro, porém com data ainda a ser anunciada. “Todas estas informações quantitativas serão demonstradas durante nossa prestação de contas, assim como fazíamos enquanto estava à frente da coordenação do Rodeio Internacional”, finalizou Klafke, ressaltando que a satisfação também foi expressada pelo presidente da APPESOL, Luiz França, e pelos representantes das entidades parceiras Prefeitura Municipal, por meio de suas secretarias, o APL de Pedras, Gemas e Joias, a Aprosol e o Sindipedras.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade