Ar úmido deve provocar chuva em todo o RS nesta quarta-feira

Tempo segue abafado com máximas próximas dos 30°C em alguns pontos

Por Correio do Povo em 20/11/2013

   

(Foto: CPTEC / INPE)
Ar úmido deve provocar chuva em todo o RS nesta quarta-feira

Ar quente e úmido que persiste sobre o Rio Grande do Sul favorece a formação de novas áreas de instabilidade nesta quarta-feira. Chove na maior parte do Estado, até com forte intensidade em alguns pontos. O ar tropical estimula a formação de nuvens carregadas e persiste o risco de temporais isolados com vendaval e granizo.

Algumas áreas, como Norte e Nordeste, podem ter até momentos de melhoria. O ar segue abafado e pesado com a alta umidade relativa do ar, mas não se espera a repetição do calor registrado em muitas cidades nesta terça.

Intensas áreas de instabilidade se formaram no Norte da Argentina e avançaram durante a madrugada e a manhã desta terça para o Oeste do Rio Grande do Sul com chuva forte e trovoadas. Os volumes foram muito altos, perto de 100 mm, em pontos de Uruguaiana, Itaqui, São Borja e Alegrete. No decorrer do dia, a instabilidade avançou para a maioria das regiões gaúchas de forma mais desorganizada, mas houve ocorrências localizadas de tempo severo. Na Quarta Colônia, no Centro do Estado, temporais de granizo trouxeram danos em lavouras de fumo, arroz e soja. As pedras de gelo na região de Restinga Seca tinham tamanho médio a grande.

Nesta quarta e na quinta, a atmosfera segue muito instável com risco ainda de episódios localizados de chuva forte a intensa, e temporais isolados de vento e granizo. Os acumulados de chuva em setores isolados vão ser elevados. O risco de mau tempo aumenta no Nordeste gaúcho, incluindo a Capital, na quinta, não se descartando chuva forte com possibilidade de alagamentos na Região Metropolitana.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade