Prazo para envio da declaração do Imposto de Renda começa nesta quinta

Também a partir desta quinta está liberado o aplicativo para quem preferir fazer a declaração por meio de dispositivos móveis

Por Zero Hora em 06/03/2014

   

(Foto: Google Images)
Prazo para envio da declaração do Imposto de Renda começa nesta quinta

Começa nesta quinta-feira, às 8h, o período para o envio da declaração do Imposto de Renda 2014 à Receita Federal. O prazo termina no dia 30 de abril. O programa para preenchimento está no site www.receita.fazenda.gov.br.

Também a partir desta quinta está liberado o aplicativo para quem preferir fazer a declaração por meio de dispositivos móveis, como tablets e smartphones. Para os contribuintes que pretendem preparar o documento de um computador tradicional, o programa está disponível desde o dia 26 de fevereiro.

A Receita estima receber 27 milhões de declarações neste ano — 1 milhão acima do registrado em 2013. Quem perder o prazo da entrega pagará multa de 1% ao mês sobre o imposto devido ou, no mínimo, R$ 165,74.

Estão obrigadas a apresentar o documento as pessoas físicas que receberam em 2013 rendimentos tributáveis superiores a R$ 25.661,70 ou tiveram rendimentos não tributáveis acima de R$ 40 mil. Também precisam entregar a declaração os contribuintes que tinham bens com valores superiores a R$ 300 mil em 31 de dezembro de 2013. Para quem optar pela declaração completa, será possível deduzir até R$ 2.063,64 por dependente e R$ 3.230,46 em gastos com educação;

Confira a seguir os erros mais comuns cometidos no IR:

1. Na ficha de rendimentos tributáveis, informar valores diferentes dos publicados nos informes de rendimento para rendimento tributável, imposto retido na fonte, entre outros.

2. Digitar valores de rendimentos tributados exclusivamente na fonte na ficha destinada aos rendimentos tributados. Outro erro comum é não preencher a ficha de ganhos de capital quando houve venda de bens.

3. Não preencher a ficha de ganhos de renda variável se o contribuinte operou em bolsa de valores

4. Não informar nas fichas de rendimentos tributáveis, não tributáveis e exclusivos na fonte de dependentes de sua declaração

5. Não relacionar nas fichas de bens e direitos, dívidas e ônus, ganho de capital, renda variável valores referente a dependentes de sua declaração

6. Não relacionar valores de aluguéis recebidos de pessoa física na ficha de recebimento de pessoa física

7. Não abater comissões e despesas relacionadas a aluguéis recebidos na ficha de rendimentos recebidos de pessoas físicas

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade