Mais de 10 mil professores serão promovidos pela Secretaria da Educação

As promoções foram publicadas nesta quinta-feira, 24/4, no Diário Oficial do Estado

Por Redação em 24/04/2014

   

(Foto: Divulgação / Seduc)
Mais de 10 mil professores serão promovidos pela Secretaria da Educação

O Diário Oficial desta quinta-feira publicará a segunda leva de um total de 10.441 promoções de professores. Esses avanços, por antiguidade e merecimento, são referentes ao período de 2003 a 2007. Até o final do ano, a promessa do secretário da Educação, Jose Clovis Azevedo, é colocar em dia todas as promoções. Desde o início do governo Tarso Genro, já foram promovidos 28.177 professores.

A medida significa um aumento de 10% no salário básico e vale a partir da folha de maio. Embora estivessem atrasadas, não existe promoção retroativa. Logo, os professores não poderão reclamar o que deixaram de ganhar no período em que as promoções estiveram congeladas. Já nas próximas promoções serão adotados critérios mais rígidos de avaliação dos professores.

Agora, 70% da nota será baseada em atividades como cursos de formação continuada, projetos pedagógicos e publicação de trabalhos. Parte dessa nota dependerá do desempenho da escola na retenção dos alunos, já que a evasão escolar tem forte influência no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Os outros 30% são referentes a questões como assiduidade e pontualidade. “Temos que valorizar aquilo que contribui para melhorar o desempenho dos alunos – diz Azevedo, sem empregar a palavra “meritocracia”, rejeitada pelo Cpers e por boa parte do PT.

As promoções e o reajuste de 76% em quatro anos são as armas do governador Tarso Genro para enfrentar, na campanha, as cobranças por não pagar o piso como básico do magistério. O governo sustenta que nenhum professor recebe menos do que o piso – e é verdade –, mas o entendimento do Supremo Tribunal Federal é de que o mínimo se refere ao básico do plano de carreira e não ao valor do contracheque.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade