Vacinação da Gripe é prorrogada pelo Ministério da Saúde

Em Soledade, 64% do grupo prioritário foram imunizados e população tem até o dia 26/5 para procurar as unidades de saúde

Por Lucas Bicudo em 09/05/2014

   

(Foto: Lucas Bicudo / ClicSoledade)
Vacinação da Gripe é prorrogada pelo Ministério da Saúde

O Ministério da Saúde prorrogou até o dia 26 de maio, a campanha de vacinação contra a gripe. Em Soledade, já foram imunizadas 6.294 (64%) pessoas que integram o público-alvo, e o grupo que tem a menor procura são as crianças de 6 meses a menores de 5 anos. A meta da Secretaria Municipal de Saúde é vacinar 8.416 soledadenses, informou a coordenadora da Vigilância Epidemiológica, enfermeira Fabíola Deves.

O casal Ângelo Laides Triches, de 82 anos, e Selma Triches, de 77 anos, aproveitaram a manhã de sexta-feira, 9/5, para garantirem a sua dose. “Todos os anos eu venho fazer a vacina, pois desde que comecei a me imunizar, nunca mais tive gripe forte. Acredito que contribui para a saúde, principalmente de nós que somos idosos”, afirmou. Selma também conta que todos os anos procura se imunizar.

Os públicos-alvo da campanha são as crianças de 6 meses a menores de 5 anos, idosos acima de 60 anos, trabalhadores da saúde, puérpera (mulheres com até 45 dias após o parto), gestantes, povos indígenas, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e doentes crônicos. A vacina da gripe protege a pessoa contra os subtipos do vírus influenza: H1N1, H3N2 e B.

Em Soledade, a sala de vacina, localizada na Secretaria Municipal de Saúde, volta a atender em horário normal, ou seja, das 7h 30min às 11h e das 13h às 17h 30min. “Até esta sexta-feira, nós estávamos fazendo um horário diferenciado, não fechando ao meio-dia. Porém, a partir de segunda-feira, 12/5, retorna ao funcionamento normal”, destacou Fabíola.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade