Pardais podem entrar em funcionamento até o fim do mês

Empresas devem assinar contratos na próxima semana e, embora prazo seja de 60 dias, Daer espera que alguns equipamentos sejam instalados ainda em julho

Por Zero Hora em 03/07/2014

   

(Foto: Cesar Lopes / Especial)
Pardais podem entrar em funcionamento até o fim do mês

As duas empresas que venceram a licitação para instalar novos pardais em rodovias estaduais passaram no teste. A assinatura dos contratos deve acontecer na próxima semana e o prazo para instalação de 45 controladores de velocidade e de 20 câmeras de monitoramento é de 60 dias. O Daer, entretanto, espera que, até o fim deste mês, alguns aparelhos já estejam em funcionamento.

Isso será possível porque os equipamentos serão instalados aos poucos nas 13 rodovias determinadas e, na medida em que estiverem prontos, o Inmetro afere um a um. Se for aprovado, ele já começa a operar e a registrar multas.

Sem monitoramento fixo nas estradas desde novembro de 2010, num primeiro momento por causa do fim do contrato de locação de pardais e, depois, devido à descoberta de esquema fraudulento nas licitações, segundo a assessoria de imprensa do Daer, os técnicos estão "fazendo de tudo" para que os pardais comecem a operar o quanto antes.

O prazo final, no entanto, deve se encerrar em setembro, contando dois meses a partir da assinatura dos contratos. O governo vai investir R$ 8,9 milhões na instalação e manutenção dos pardais e câmeras nos 24 primeiros meses.

Em maio, dois dos novos pardais foram testados em Candelária, na RSC-287, e em Teutônia, na RSC-453 durante três dias. Durante o período, não foram registradas multas, mas serviu para que o Daer pudesse verificar se as empresas e os equipamentos cumpriam as exigências.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade