APL promove melhoria de equipamentos para o setor pedrista

Empresas foram visitadas em Soledade

Por Redação em 03/07/2014

   

(Foto: Divulgação / APL)
APL promove melhoria de equipamentos para o setor pedrista

Em continuação aos trabalhos da Governança do APL PGJ na ação de melhoria dos equipamentos das empresas do APL, no último dia 25 de Junho estiveram em Soledade representantes da empresa Dalplan Equipamentos de Bento Gonçalves com o objetivo de conhecer melhor os equipamentos utilizados no processo de corte de Pedras Preciosas, especialmente de ágatas. As empresas visitadas foram a de João Carlos Portela ME, Marcia Camargo Dias ME, Bagatini Pedras além do SENAI.

A empresa Dalplan está imbuída em contribuir com a melhoria dos processos industriais do APL em especial com as máquinas de corte de Pedras. Esta importante ação tem por finalidade encontrar uma forma de os empresários não mais precisarem utilizar óleo diesel (marítimo) em seus equipamentos. Os primeiros testes realizados na empresa com uso de água, segundo seu Edinho Panizzi – proprietário da empresa – foram positivos.

As etapas seguintes serão buscar em conjunto com a empresa Performance Ferramentas Diamantadas de São Paulo, especializada em discos de corte para granitos com o uso de agua, que está selecionando em laboratório as granulações específicas de diamantes a fim de chegar a uma formula cientificamente adequada para as ligas dos discos de corte para chapas finas de ágatas com a utilização de água. Concomitante a isto a empesa Dalplan está trabalhando nas mudanças necessárias nos equipamentos, para que os novos discos diamantados possam desempenhar adequadamente sua função para um bom corte com bom acabamento e que dê durabilidade e rentabilidade no processo, como potencia e velocidade de motores, diferentes mecanismos de avanço da pedra ou do disco para a efetivação do corte, maneiras de se prender as pedras, possibilidades de múltiplos cortes na mesma pedra ou em várias pedras, assim como testando produtos para proteção do equipamento contra ferrugem ocasionada pela utilização da agua como fluído. Está também participando desta ação a empresa Minas Pedras e Serras de Soledade que estará fornecendo serras para os testes.

Esta ação tem participação e iniciativa da governança do Arranjo Produtivo Local de Pedras, Gemas e Joias (APL PGJ) e Agencia Gaúcha de Desenvolvimento e Promoção do Investimento – AGDI - do Governo do Estado e conta com apoio do SENAI Soledade, Appesol, Sindipedras, APL TI de Santa Maria- Santos Viana, Indústria de Maquinas e Equipamentos Tecnopampa de Santa Maria - Leonardo K Veiga, Metal Work Pneumatic de São Leopoldo - Guilherme Silva.

O Projeto de Melhoria dos Equipamentos está sendo desenvolvida ao mesmo tempo com o Projeto Simbiose Industrial desencadeado pela AGDI em convênio com o Centro Nacional de Tecnologias Limpas – CNTL-SENAI, que vem buscando uma destinação ambientalmente adequada para o resíduo sólido (lodo), o principal problema ambiental oriundo do processo produtivo das empresas do APL, que consiste no pó da pedra misturado com óleo diesel e o desgaste dos discos de corte. Hoje, este resíduo é disposto em aterro industrial. No Projeto Simbiose Industrial está sendo trabalhada a viabilidade da reutilização deste resíduo, com base nos procedimentos exigidos pela FEPAM, na inserção no processo produtivo cerâmico.

Enquanto por um lado, estamos buscando soluções a um problema crônico do processo produtivo, ao mesmo tempo buscam-se alternativas para que o mesmo possa ser evitado, melhorando a atividade do setor diminuindo seu impacto ao meio ambiente.

001

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade