SIMERS fecha acordo com Hospital Frei Clemente e atendimento está garantido

A informação foi divulgada pelo Sindicato Médico do RS no final da tarde desta sexta-feira, 18

Por Patricia Comunello em 18/07/2014

   

(Foto: Lucas Bicudo / Arquivo ClicSoledade)
SIMERS fecha acordo com Hospital Frei Clemente e atendimento está garantido

O Sindicato Médico do RS (SIMERS) e direção do Hospital de Caridade Frei Clemente, de Soledade, fecharam acordo que assegura a melhoria das condições de trabalho dos médicos e mantém o atendimento da população. A direção do SIMERS destacou que a negociação, firmada na tarde dessa sexta-feira (18), garantirá a regularidade da assistência do sobreaviso no SUS.

As conversações foram intensas nos últimos dois dias. Se não tivesse sido possível o acordo, ocorreria a interrupção do atendimento devido a falta de contrato para a prestação do serviço. O SIMERS havia comunicado a direção do hospital em 17 de junho, dando prazo de 30 dias para o encerramento das atividades.

A vice-presidente do Sindicato, Maria Rita de Assis Brasil, ressaltou o esforço e a sensibilidade da categoria médica em buscar um acordo que permitisse a uniformização das condições de remuneração nas especialidades de Pediatria, Obstetrícia, Cirurgia Geral, Traumatologia e Anestesia. "O hospital é um importante equipamento na região, atendendo oito municípios. O acordo preserva o direito da população à assistência", frisou Maria Rita.

A negociação, que deve será formalizada em documento entre SIMERS e hospital até o começo de agosto, terá vigência de julho deste ano a julho de 2015. Uma das reivindicações dos médicos era de assinar um contrato, que não existia antes da atual negociação. O documento definirá as condições para a prestação dos serviços. Já havia sido acordado, em documento do hospital, o pagamento dos atrasados em quatro parcelas.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade