15/09/2014

CTG Argemiro Martins Pinto inicia as atividades farrapas

Os homenageados deste ano da Ronda Crioula da entidade são Ricardo Domingos Sabadin (In Memorian) e o ex-patrão Ernesto Gerhardt
   

A comunidade tradicionalista do CTG Argemiro Martins Pinto esteve participando na sexta-feira, 12 de setembro, da abertura de sua Ronda Crioula. Neste ano, a patronagem presta homenagem para Ricardo Domingos Sabadin (In Memorian) e, em vida, ao ex-patrão da entidade, Ernesto Gerhardt.

Inicialmente, os cavalarianos, acompanhados dos familiares de Sabadin, foram até o Cemitério Municipal para proceder o assentimento da chama crioula no túmulo do homenageado. De volta ao CTG, foram prestadas as homenagens, seguido do jantar e apresentações artísticas das invernadas da entidade.

Valmir Roque Sabadin, um dos filhos do homenageado, agradeceu em nome de sua família a lembrança do nome do seu pai. “Ele sempre foi uma pessoa batalhadora e que se envolvia na comunidade onde estava. Ele serve como referência para todos nós e estamos muito contentes por esta significativa homenagem”, aduziu.

Ricardo Domingos Sabadin, nasceu em Putinga em 18 de abril de 1926, filho de João Sabadin e Leonilde Pinton. No total, eram 12 irmãos: Antônio, Cezar, Ernesto, Terezinha, Antoninha, Pedro, Angelo, Atilio, Eugenio e Maria, todos já falecidos. Ainda vive somente a irmã Aurélia, que tem 91 anos e reside em Passo Fundo. Se casou em 16 de julho de 1938, com 22 anos, com Lúcia Maria Guadagnin.

DSC_2314

Após seu casamento, Ricardo foi morar junto com sua mãe, no interior de Putinga, na comunidade de Santos Filho. Ainda quando residiam em Putinga, Ricardo e Lúcia tiveram os dois primeiros filhos: Décio João Sabadin e Lurdes Leonilde Sabadin. O casal também morou em São José do Herval, permanecendo ali por um período, e posteriormente mudaram-se para Picada Araçá, em Fontoura Xavier. É neste período que nascem os outros filhos: Cleci Terezinha Sabadin, Valdir Ernesto Sabadin, Valmir Roque Sabadin, Itacir João Sabadin e Altair Antonio Sabadin.

Ricardo e Lúcia viveram grande parte trabalhando na agricultura, em Fontoura Xavier, onde trabalhou em uma olaria e na CERFOX. Em 1975, Ricardo e a família mudaram para Soledade, vindo a residir na antiga Vila Garibaldi, hoje conhecido como bairro Expedicionário. Trabalhando na construção civil e como servidor municipal na Prefeitura de Soledade, se aposentou no ano de 1996, com 70 anos.

Dos 7 filhos que tiveram, atualmente quatro residem em Soledade, um em São José do Herval e dois em Fontoura Xavier. Tiveram 12 netos e três bisnetos. Ricardo faleceu em 18 de outubro de 2008, com 82 anos, deixando a viúva Lúcia Maria Guadagnin, que hoje tem 84 anos.

Ernesto Gerhardt é lembrado durante Ronda Crioula

Patrão do CTG Argemiro Martins Pinto por duas ocasiões, de 2007 a 2009 e de 2011 a 2013, Ernesto Gerhardt está sendo homenageado durante os festejos farrapos deste ano. Dentro do contexto histórico da entidade, foi ele quem coordenou a equipe que trabalhou pela construção da sede social.

Ernesto comenta que se sente orgulhoso de, junto com sua esposa Maria, seus familiares e amigos, estar vivenciando este momento. “É um grande prazer ser homenageado por desta entidade que tenho tanto carinho e que também sinto como minha. Somos um CTG pequeno, mas temos representatividade no meio tradicionalista, com uma invernada campeira e artística bastante atuante”, salientou.

DSC_2295

Filho de Balduino Alberto Gerhardt e Maria Mantovani Gerhardt, Ernesto nasceu no dia 30 de agosto de 1949, em Forquetinha, interior de Lajeado. Trabalhou com seus pais na agricultura até os 18 anos, quando em 1968 foi servir o quartel em Bagé. Aos 20 anos se mudou para Lajeado.

Foi conhecer sua esposa Maria Betti durante um passeio, onde após um tempo de namoro, se casou com ela. Após o casamento, foram morar em Santa Helena, no Paraná, onde permaneceram por 4 anos lá. Ao regressarem para o Rio Grande do Sul, escolheram Soledade para residir.

Em 1975 nasce a primeira filha do casal, Tânia Mara Gerhardt, em 1980, a segunda filha, Vânia Gerhardt, e, em 1984, o terceiro filho, Marcelo Gerhardt. Os três deram-lhes seis netos: Thomas, Gustavo, Gabriel, Rafaela, João Victor e Mariane.

Atualmente Ernesto é proprietário de um mercado, juntamente com sua esposa. Além disso, também dedicou grande de sua vida com os trabalhos comunitários, onde em 1982 participou da fundação da comunidade Sagrada Família, onde atuou como colaborador por 19 anos. Em 1999 também se dedicou a um novo projeto da comunidade dentro do tradicionalismo, que foi a construção do CTG Argemiro Martins Pinto, onde fez parte da patronagem e também foi patrão.


Lucas Bicudo
redacao@clicsoledade.com.br

   
Fotos Adicionais
Foto: Lucas Bicudo / ClicSoledade
Foto: Lucas Bicudo / ClicSoledade
Foto: Lucas Bicudo / ClicSoledade
Foto: Lucas Bicudo / ClicSoledade
Foto: Lucas Bicudo / ClicSoledade
Foto: Lucas Bicudo / ClicSoledade
Foto: Lucas Bicudo / ClicSoledade
Foto: Lucas Bicudo / ClicSoledade
Comentários
Notícias Relacionadas