13/09/2019

Nicácio João Maria de Lima é homenageado pelo CTG 3 Coqueiros

Entidade lembra de seu nome e de seus familiares durante a 35ª Ronda Crioula, que iniciou nesta quinta-feira (12)
   

O CTG 3 Coqueiros, por ocasião da sua 35ª Ronda Crioula, traz o nome de Nicácio João Maria de Lima como homenageado em vida. Ele, que nasceu em 30 de dezembro de 1943, na localidade de Itaimbézinho, interior da cidade de Bom Jesus, escolheu Soledade para fixar residência, e vive aqui desde o ano de 1976. É filho de Nelson Ferreira de Lima e Iracy Silveira de Lima, ambos já falecidos.

Salienta que a homenagem foi uma agradável surpresa. “Quero dizer a querida patronagem e demais integrantes da entidade, que será um fato marcante em nossas existências, que teve a bondade e gentileza de conceder a honraria, que alegrou não só a mim, mas a querida Verinha, bem como aos amados familiares e uma infinidade de amigos”, afirma Nicácio.

Na comunidade soledadense sempre exerceu a liderança, integrando diferentes entidades e associações. Quanto a sua condição de pesquisador autor (historiador), já possui oito livros publicados e duas revistas, bem como é membro da Academia Soledadense de Letras (ASL), onde foi um dos fundadores e primeiro presidente.

Casou, em primeiras núpcias, com a vacariense Tânia Marlova Guaragna de Lima, com quem teve os filhos Kátia Andréa Guaragna de Lima (In Memorian), que gerou o neto André Victor de Lima Andrés, e Nicácio Guaragna de Lima, casado com a soledadense Daniela Delwing, pais de Gabriela e Pedro.

Em segundas núpcias, casou com a soledadense Vera Maria Teló de Lima, em 1978, com a qual teve os filhos Veruska Teló de Lima, casada com Gustavo Cattelan Ruffo e pais de Martina e Joaquim, e Cassiano Teló de Lima, casado com Jéssica Lima da Silva.

A trajetória
Residiu de 1943 a 1952 no município onde nasceu, sendo que em 1952 passou a morar em Vacaria, e atuava como funcionário (tesoureiro) da Exatoria Estadual, permanecendo até 1974, quando mudou-se para Passo Fundo. Em 1976 veio para Soledade, onde a partir deste ano fixa moradia, onde vive até hoje.

A partir do ano de 1964 exerceu diversas atividades – todas no serviço público, iniciando pelo Ministério da Agricultura, passando pela Fiscalização Estadual do ICMS, Exatoria Estadual, até que, no ano de 1976, assumiu o atual cargo de Oficial do Registro de Imóveis de Soledade, onde se encontra ainda na ativa, aos 76 anos.

Concluiu o curso de Bacharel em Ciências Jurídicas Sociais (Direito) pela Faculdade de Direito de Cruz Alta, no ano de 1976.


Lucas Oliveira Bicudo
redacao@clicsoledade.com.br

   
Comentários
Notícias Relacionadas