Deputado Afonso Hamm está engajado na busca de melhorias para o setor leiteiro

Por Redação em 16/09/2009

   

nao. (Foto: Divulgação)
Deputado Afonso Hamm está engajado na busca de melhorias para o setor leiteiro

O deputado federal Afonso Hamm (PP-RS), que integra a Frente Parlamentar do Cooperativismo, participou na tarde desta terça-feira, da reunião conjunta das Câmaras de Leite da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB) e a Confederação Brasileira de Cooperativas de Laticínios (CBCL). O evento foi realizado na sede da OCB e contou com a presença do ministro do Desenvolvimento Agrário, Guilherme Cassel. A reunião, liderada pelo presidente da OCB, Márcio Lopes de Freitas, também contou com a presença do secretário da Agricultura Familiar do MDA, Adoniram Sanches.

O setor reivindica a fixação de uma Tarifa Externa Comum (TEC) para o leite no âmbito do Mercosul. Hamm argumenta sobre a necessidade de se consolidar a TEC com vistas na concretização de uma tarifa que proteja os produtos lácteos. A tarifa hoje é de 37% e a meta é chegar a 55% no produto importado.

O ministro anunciou que o governo federal está otimista para que aprovação da TEC seja na próxima reunião do Grupo Mercado Comum do Mercosul, prevista para o final de setembro. O ministro ainda comentou que após diversas negociações, a situação com a Argentina e o Uruguai, que se tornaram grandes exportadores de produtos lácteos, está sob controle.

O deputado comenta que após a crise financeira, esse é o primeiro avanço do setor lácteo em promover negociação com governo federal e Palácio Itamaraty, com o propósito de garantir a produção local e proteger o mercado. “A política agrícola precisa fortalecer o sistema cooperativo porque distribui lucro nos momentos de liquidez e dá suporte ao agronegócio no momento de crise”, ressalta Hamm que durante 15 anos atuou como engenheiro agrônomo na assistência técnica das cooperativas.

Cassel também garantiu apoio ao setor cooperativista na criação de um fundo garantidor de crédito para o segmento.

O MDA também está negociando a possibilidade de comprar leite em pó das cooperativas que vendem leite cru refrigerado no mercado spot por meio do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). A idéia é que as cooperativas terceirizem o processo de secagem do leite e, dessa forma, possam vender o leite em pó para o PAA na modalidade compra direta ou se capitalizem na modalidade formação de estoques.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade