Astrônomos descobrem conjunto de galáxias a 7 bilhões de anos-luz da Terra

Imagens foram captadas por observatórios do Chile e do Japão. Foram identificados grupos de galáxias que rodeiam o cúmulo principal.

Por Bruno Quevedo em 04/11/2009

   

nao. (Foto: )

Da EFE

Uma equipe de astrônomos descobriu um "gigantesco e desconhecido" conjunto de galáxias localizado a quase sete bilhões de anos-luz da Terra graças a uma combinação de imagens captadas por observatórios do Chile e do Japão.

Segundo o Observatório Europeu Austral (ESO, na sigla em inglês), foi possível identificar dezenas de grupos de galáxias que rodeiam o cúmulo principal, cada uma delas dez vezes mais maciças do que a Via Láctea, onde se encontra nosso planeta, e algumas até mil vezes mais maciças.

Dirigidos pelo astrônomo da ESO Masayuki Tanaka, os cientistas estimam que a massa do cúmulo corresponde a pelo menos dez mil vezes a massa da Via Láctea.

Em pesquisas anteriores, a equipe de Tanaka descobriu uma grande estrutura ao redor de um distante cúmulo de galáxias. Graças a uma nova combinação de imagens de dois grandes telescópios terrestres que mediram as distâncias de todas as galáxias, foi possível obter uma vista tridimensional da estrutura.

"É a primeira vez em que observamos uma estrutura tão rica e proeminente no universo distante", afirmou Tanaka, cujo estudo foi publicado no "Astronomy & Astrophysics Journal", em declarações divulgadas pelo ESO.

Em nosso entorno cósmico, as estrelas se formam nas galáxias e estas, por sua vez, formam grupos e cúmulos de galáxias em forma de filamentos.

O último filamento localizado está a cerca de 6,7 bilhões de anos-luz de distância da Terra e se estende por pelo menos 60 milhões de anos-luz.

A estrutura recém descoberta provavelmente se estende além do campo investigado pela equipe. Por isso, já foram planejadas novas observações para obter uma medida definitiva de seu tamanho, diz um comunicado do ESO.

Fonte: G1

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade