Inaugurada oficialmente a Casa Oficina da APAE de Soledade

Espaço adaptado será utilizado para que os estudantes aprendam as Atividades de Vida Diária (AVD’s)

Por Lucas Bicudo em 24/08/2017

   

(Foto: Lucas Bicudo / ClicSoledade)
Inaugurada oficialmente a Casa Oficina da APAE de Soledade

Proporcionar que os alunos atendidos pela Escola de Educação Especial Luz e Liberdade – APAE Soledade aprendam as Atividades de Vida Diária (ADV’s). Da mesma forma, trabalhar o processo de independização e autonomia. Foi com este propósito que foi construída no educandário uma Casa Modelo, inaugurado nesta quarta-feira, 23/8.

Trata-se de uma residência com 32m², adaptada para que os estudantes desenvolvam habilidades como autocuidado, alimentação, higiene pessoal, vestir, despir, calçar. Também trabalhar a organização doméstica, compra de alimentos, gerir dinheiro, capacidade de vestir-se na cama, sentar e se transferir de um lugar para outro.

Para a diretora Camila Brum de Azambuja Dambrós, a Casa Oficina vai possibilitar a autossuficiência e a independência. “Permitirá que participem ativamente do ambiente em que vivem, buscando um processo gradativo de inclusão social. Nós, juntamente com as famílias, vamos auxiliar na aprendizagem de tarefas básicas, mas fundamentais para uma vida digna e exercício da cidadania”, pontuou.

O presidente da APAE, Zaluar Pedro, disse ser a concretização de um sonho antigo. “Se hoje estamos inaugurando esse espaço, que vai possibilitar uma melhor qualidade de vida aos nossos alunos, é porque tivemos a ajuda de muitos parceiros e somos muito gratos a eles. Tenham a certeza que este foi um dos mais importantes investimentos já realizados aqui”, aduziu.

A juíza Karen Luise Vilanova Batista de Souza Pinheiro, da Vara Criminal, salienta que o Poder Judiciário colaborou com o projeto destinando R$ 30 mil oriundo das penas alternativas. “Nós lançamos os editais e as entidades sem fins lucrativos podem encaminhar os projetos, que são analisados pelo juízo, Ministério Público e Assistência Social”, explicou.

Pela 6ª vez a APAE de Soledade é contemplada com recursos do judiciário. “São projetos de excelência, de ideias inovadoras e que atendem a um princípio previsto na Constituição e tão caro a nós, que é a dignidade da pessoa humana. Por certo, a concretização desta iniciativa vai possibilitar isso”, concluiu.

Para construção da Casa Oficina foram investidos R$ 46 mil, considerando o projeto de engenharia, edificação e a compra da mobília (móveis e utensílios domésticos). O valor arrecadado é proveniente das penas alternativas da Vara Criminal, da Aprosol e do Sicredi. O advogado Thaer Juma Baja também doou dinheiro para aquisição de câmeras de videomonitoramento que serão instaladas no educandário.





   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade