Inter vence o Santos e retorna ao G-4 do Brasileirão

Danilo, Marquinhos e D'Alessandro garantiram os gols colorados na partida

Por Redação em 16/11/2009

   

nao. (Foto: Fernando Gomes)
Inter vence o Santos e retorna ao G-4 do Brasileirão

Se o objetivo no Beira-Rio é o resultado positivo como prioridade, antes de um desempenho de encher os olhos, o Inter atingiu mais que meta neste domingo: venceu o Santos por 3 a 1, em casa, na noite deste domingo, com boa atuação. Parecia que o time de Mário Sérgio se encaminhava para uma vitória tranquila com os dois gols na primeira etapa, com Danilo Silva e Marquinhos, mas a reação santista com o gol de Neymar no segundo tempo deixou o jogo com um placar de "risco" até os minutos finais. Só que aí D'Alessandro resolveu a parada decretando o placar final restando cinco minutos para a partida ser encerrada e fez o Inter subir para 56 pontos.

Protestos antes da partida

Antes da bola rolar, protestos da torcida. A Popular ficou em silêncio até os 15 minutos da etapa inicial, com uma faixa aberta que dizia "Amor à camisa... que saudade!". Outra faixa no Beira-Rio protestava contra "mercenários" no clube, sem especificar se seriam jogadores ou dirigentes.

E com a bola rolando...

No primeiro tempo, meio-campo muito embolado no início do confronto. Antes dos gols, o Santos assustou com uma bola alçada na área colorada. O zagueiro Eli Sabiá raspou de cabeça, assustando Lauro aos 15 minutos. Em seguida o Inter reagiu. Giuliano arrematou de cabeça um cruzamento da direita. O goleiro Felipe espalmou para dentro da área, mas quando Alecsandro ia chegar e conferir, a zaga santista conseguiu evitar. Por sinal, o centroavante ficou no "quase" nesse domingo: mandou três bolas na trave.

Mas foi dele a assistência para o primeiro gol colorado. Alecsandro enfiou na medida uma bola em profundidade para Danilo, que conseguiu alcançar na corrida e bater cruzado, quase caindo, para abrir o marcador aos 26 minutos. Mal deu pra comemorar, e Alecsandro também participava do segundo gol. Ele mandou na trave um cruzamento de Kleber aos 28 minutos. No rebote, confusão dentro da área até Marquinhos meter o pé na bola, dentro da pequena área, e ampliar para 2 a 0.

Apesar das ameaças da equipe de Wanderley Luxemburgo, o Inter era mais efetivo. No segundo tempo, a partida ficou aberta, jogo franco. E a oportunidade mais clara no reinício foi de Alecsandro, de novo. Com o pé direito, o centroavante bateu à queima-roupa. Mérito do goleiro Felipe, que fez a defesa e ainda contou com a ajuda do travessão para que a bola não entrasse aos 2 minutos.

Dominando o jogo, o time de Mário Sérgio arrefeceu em campo. E o Santos foi para cima. Luxemburgo fez duas alterações. Colocou Jean e Felipe Azevedo nas vagas de Madson e Kléber Pereira. E foi e Jean, logo na primeira participação, aos 19 minutos, o passe para Neymar mandar a bola pro gol de Lauro, arrematando um cruzamento rasteiro dentro da área. Com isso, Mário Sérgio sentiu que estava perdendo o meio-campo. Reforçou com Glaydson, sacando Alecsandro – que ainda raspou o travessão cobrando falta próxima à área. Daí o ataque tinha que contar com as chegadas de Marquinhos, auxiliado por Giuliano.

O placar de 2 a 1 era de risco, o Santos não estava morto na partida até os 40 do segundo tempo. Foi aí que D'Alessandro recolheu uma bola dentro da área, girou e bateu de perna direita: 3 a 1.

Agora o Inter se prepara para um confronto direto por vaga no G-4. Encara o Atlético-MG, do técnico Celso Roth, no próximo domingo, às 19h30min, no Mineirão.


CLICESPORTES

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade