Dívida pública e gasto social é tema de palestra na UPF em Soledade

Atividade teve participação de professores e acadêmicos dos cursos de Direito, Administração e Contábeis

Por Fernando Martins em 11/10/2017

   

(Foto: Divulgação)
Dívida pública e gasto social é tema de palestra na UPF em Soledade

Alunos e professores da Universidade de Passo Fundo (UPF), Campus Soledade, participaram nessa segunda-feira, 9/10, de um debate sobre a atual situação financeira e política do país. A palestra foi proferida pelo professor Me. Júlio Cesar Giacomini, da Faculdade de Direito, com a participação da professora Me. Sandra Toledo, da Faculdade de Ciências Econômicas, Administrativas e Contábeis (Feac).

O tema abordado foi “O custo do financiamento da dívida pública federal e seu efeito no gasto social: um diálogo necessário entre a Economia, o Direito e a Administração Pública”. Segundo Giacomini, faz-se necessário debater a atual dificuldade econômico-financeira do estado brasileiro em prover as necessidades básicas para o cidadão.

Ele também considera importante difundir o conhecimento acerca das contas públicas nacionais, identificando as falhas na gestão, na condução das políticas públicas econômicas, a fim de que a população fiscalize com maior empenho a atuação dos agentes públicos.

O professor diz que a irresponsabilidade fiscal, o uso de pedaladas, a manipulação dos números com interesses eleitoreiros conduziu o País no rumo da desorganização das contas públicas. “Pelo quarto ano sucessivo a União Federal opera com déficit, o que quer dizer que não gera um centavo de superávit primário a fim de custear o giro da dívida pública”, comentou.

Giacomini pontuou as consequências desta desordem. “O saldo negativo anualmente tem sido reincorporado no saldo da dívida e refinanciado a custos crescentes, o que solapa a capacidade do Estado Brasileiro em realizar as suas políticas públicas de cunho social”, completou.

A professora Sandra Toledo analisou, com dados da Secretaria do Tesouro Nacional, mais detidamente a forma pela qual a União tem financiado a sua dívida ao minudenciar a necessidade de financiamento da dívida pública federal, com dados referentes ao fechamento do ano passado e da execução orçamentária do corrente ano até o mês de agosto.

Coordenador do evento, o professor Júlio Cesar comentou ainda que o encontro alcançou o objetivo, conseguindo congregar os acadêmicos das áreas jurídicas e econômica do Campus Soledade, num evento marcado pela transversalidade e pela multidisciplinaridade.

O evento foi prestigiado por professores dos cursos de Direito, Administração e Contábeis, bem como por cerca de 150 acadêmicos das áreas jurídica e econômica.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade