Protocolado no legislativo projeto que concede incentivos a empresa Vibra

Matéria prevê a doação de uma área de 150 mil metros quadrados, com um prédio de alvenaria de 371,52m²

Por Redação em 15/05/2020

   

(Foto: Maurício Orsolin / ClicSoledade)
Protocolado no legislativo projeto que concede incentivos a empresa Vibra

Foi protocolado na Câmara de Vereadores de Soledade na manhã desta sexta-feira, 15/5, o Projeto de Lei que autoriza o executivo a conceder incentivo a empresa Vibra Agroindustrial S/A. Na matéria consta a doação de uma área de 150 mil metros quadrados, com um prédio de alvenaria de 371,52m², de propriedade do Município.

O local fica próximo ao trevo que dá acesso a Barros Cassal, às margens da RSC 153, onde atualmente se localiza o Centro Tecnológico de Pedras, Gemas e Joias do Rio Grande do Sul. Ali será construído um incubatório de aves, que é um dos quatro investimentos que a empresa irá fazer no município.

O presidente do legislativo, Miguel Adones de Campos, disse que já irá encaminhar o Projeto de Lei aos demais vereadores para apreciarem. “Queremos fazer o possível para que na sessão desta segunda-feira, 18/5, possa ser votado. É uma notícia importante e que, com certeza, trará muitos benefícios para Soledade, especialmente na geração de emprego e renda”, aduziu.

O prefeito Paulo Cattaneo enfatizou que este é o primeiro passo. “A empresa tem o propósito de investir inicialmente no incubatório, mas também na implantação de aviários, frigorífico de processamento de aves e uma fábrica de rações. Tenho certeza que nossos nobres edis vão aprovar por unanimidade este projeto, para que a Vibra possa iniciar seus investimentos aqui”, pontua.

No projeto consta que a doação fica condicionada ao cumprimento das metas de geração de emprego e faturamento mínimo. A doação da área terá prazo máximo de 10 anos, ficando gravado com cláusula de retroversão, em caso de descumprimento, devendo haver a devolução do bem imóvel, com todas as construções e melhorias realizadas.

A empresa fica responsável também a cada semestre apresentar a Secretaria Municipal de Indústria, Comércio, Serviços e Turismo, o relatório com a comprovação do número de empregos e faturamento mensal, sob pena de ter suspenso o incentivo concedido.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade