Identificada mulher encontrada morta no Arroio Marcelino em Barros Cassal

Pode se tratar de Aparecida Janes Fernandes, conhecida popularmente por Ângela, que estava desaparecida desde dia 10/6

Por Redação em 09/07/2020

   

(Foto: Divulgação / Jornal Serrano)
Identificada mulher encontrada morta no Arroio Marcelino em Barros Cassal

Identificado o corpo que foi localizado preso a galhos no Arroio Marcelino, na comunidade de Rodeio Bonito, interior de Barros Cassal. Pelas características, entre elas, as tatuagens, pode se tratar de Aparecida Janes Fernandes, de 39 anos, conhecida popularmente como Ângela, que estava desaparecida desde o dia 10/6.

O cadáver, que já estava em estado de decomposição, foi avistado por um morador na manhã desta quarta-feira, 8/7. Durante a tarde a Polícia Civil e o Instituto Geral de Perícias estiveram no local para realizar os levantamentos, e após a necrópsia é que as autoridades vão poder confirmar se é ou não Aparecida.

De acordo com informações, esta mulher morava em Barros Cassal com um filho de 5 anos, sendo que também tinha outro filho em Soledade, que foi quem registrou o desaparecimento. Segundo consta, ela estava com medida protetiva.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade