Presidente da AMASBI participa da primeira Assembleia Geral da Gestão 2020/2021 da FAMURS

Reunião virtual aconteceu na segunda-feira, 13/07

Por Redação em 15/07/2020

   

(Foto: Divulgação / Reprodução / Amasbi)
Presidente da AMASBI participa da primeira Assembleia Geral da Gestão 2020/2021 da FAMURS

Na segunda-feira (13), o presidente da AMASBI e prefeito de Ibirapuitã, Rosemar Hentges, participou da primeira Assembleia Geral da Gestão 2020/2021 da Federação das Associações dos Municípios do Rio Grande do Sul (FAMURS). O encontro, que foi realizado por videoconferência, reuniu os presidentes das associações regionais.

Durante a reunião, o novo presidente da entidade, o prefeito de Taquari, Maneco Hassen, que assumiu no último dia 08, apresentou a nova diretoria, o conselho fiscal e as diretrizes de governo. Além disso, os prefeitos discutiram sobre temas que precisam ser trabalhados com caráter de urgência.

Temas urgentes

Para o presidente Maneco, algumas áreas da entidade necessitam de uma atenção especial para prestar um melhor atendimento. A primeira delas é a Escola de Gestão Pública da Famurs, que precisa se adaptar ao novo cenário. Segundo Maneco, as áreas técnicas de Saúde, Receitas Municipais e Pesquisa também precisam ser melhor instrumentalizadas para auxiliar os municípios com dados atualizados e ter um diálogo mais amplo com prefeitos, vices e secretários.

Outra prioridade da gestão é debater sobre a reforma tributária. De acordo com o presidente Maneco, inicia na próxima semana a discussão sobre a reforma estadual, entre governo do estado e Assembleia. “A Famurs não participou dessa discussão, sendo que somos diretamente atingidos. O governador quer diminuir a alíquota do ICMS e isso diminui receita. Toda reforma tributária do estado atinge diretamente as receitas municipais, que já estão esguelhadas” afirmou Maneco. Também está tramitando no Congresso Nacional a reforma tributária nacional, que a CNM está acompanhando. “Tem uma diferença enorme do RS e dos estados do Norte, Nordeste e Sudoeste. Então é preciso que nós tenhamos uma posição com subsídio e técnica para poder defender os municípios gaúchos”, afirmou.

A ampliação das pautas com TCE-RS, MP e CNM também estão entre temas prioritários da gestão.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade