Operação Peralta resulta em prisões nas cidades de Soledade e Passo Fundo

Ação comandada pela Draco de Passo Fundo foi nesta terça-feira (11) e cumpridos seis mandados de busca e apreensão

Por Redação em 12/08/2020

   

(Foto: Ilustração / ClicSoledade)
Operação Peralta resulta em prisões nas cidades de Soledade e Passo Fundo

A Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) de Passo Fundo deflagrou a Operação Peralta. Ação aconteceu na tarde desta terça-feira, 11/8, quando foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão e duas pessoas presas em Soledade e Passo Fundo pelos crimes de organização criminosa, tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo.

Um adolescente também foi detido por tráfico de entorpecentes, assim como apreendidos porções de maconha e 30 munições calibres 38 e 22. O delegado Diogo Ferreira revela que a investigação descobriu planos criminosos articulados por um detento que estava recolhido no Presídio Estadual de Soledade.

Ele comandava parte do tráfico de drogas em Passo Fundo, onde negociava entregas na cidade, quem iria fazê-la, recebê-la e em quais pontos seriam vendidas. Da mesma forma, era responsável pela articulação da aquisição de entorpecentes diretamente de traficantes que estão residindo na fronteira com o Paraguai.

Além disso, este detento também é apontado por planejar dois homicídios em Carazinho, que seriam praticados por indivíduos de Passo Fundo. Os alvos eram outros traficantes de uma facção rival. Para isso, os criminosos procuravam armas e veículos para utilizar nas execuções. A partir da atuação da Polícia Civil e Brigada Militar, os crimes não ocorreram.

Nove pessoas são investigadas por pertencerem a esta organização criminosa. Dois dos investigados foram presos em flagrante pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) quando transportavam 50 kg de maconha para Passo Fundo.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade