Sinuca pode ser eficaz para a saúde, mesmo dentro do boteco

Jogos e diversões

Por Redação em 11/08/2009

   

nao. (Foto: Divulgação)
Sinuca pode ser eficaz para a saúde, mesmo dentro do boteco

A sinuca, o abrasileiramento do snooker inglês (jogo que surgiu em 1875 na Grã-Bretanha), sempre esteve relacionada com homens bebendo cerveja em bares esfumaçados e jogando conversa fora enquanto tentam encaçapar a bola da vez. Agora o que você pensaria se alguém lhe afirmasse que ao praticar esse esporte você pode perder peso, melhorar a postura e ainda desenvolver um senso estratégico, já que cada jogada pode (e deve) ser calculada antes mesmo do você encostar a barriga na mesa? E mais ainda se disséssemos que é uma atividade ótima para mulheres, jovens e idosos, já que a forma física não é o que mais conta para praticá-lo?

Sílvia Taoli, paulistana de 42 anos, descobriu os encantos da sinuca graças a seu pai, fã incondicional do jogo. Abandonando uma carreira de engenheira química, ela se tornou campeã brasileira e tetracampeã paulista da modalidade e hoje não só arbitra para a Confederação Brasileira de Sinuca, como também leciona o esporte, especialmente para mulheres e empresários.

Segundo ela, em uma partida de sinuca pode-se queimar até 300 calorias por hora e a movimentação em volta da mesa equivale a uma caminhada de 1,5 km, segundo laudos médicos e até estudos executados pelo exército. Além disso, a prática condiciona a pessoa no alongamento dos músculos e também em postura, uma vez que o bom jogador aprende a praticamente encostar seu queixo no taco. "Existe também uma melhora comprovada de déficit de atenção, concentração e destreza", afirma a especialista.

Já no lado da curtição, muitos jovens estão hoje procurando aprender noções básicas de sinuca, uma vez que muitas "baladas" colocam uma mesa à disposição dos clientes e obviamente ninguém quer ficar de fora da brincadeira. O pessoal da terceira idade, por outro lado, encontra na sinuca uma atividade que une socialização com práticas salutares. Até mesmo grandes multinacionais estão buscando cursos como o ministrado por Sílvia para treinar seus profissionais em estratégia e manter o foco o jogo, já que a antecipação de um problema , assim como no xadrez, pode fazer com que a partida seja vencida.

E para aqueles que acham que jogar sinuca é coisa de macho, Sílvia prova o contrário. "No começo, quando eu entrava nos salões para jogar com meu técnico, os homens estranhavam e quando eu saía de perto, vinham perguntar aos proprietários quem eu era. Como tinha uma postura perfeita, os donos dos salões vinham dizer que eu era benvinda e que não precisava pagar o tempo da mesa. A partir daí, os homens passaram a conviver comigo numa boa e sempre me trataram como um deles".

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade