Saúde é a prioridade da região do Alto da Serra do Botucaraí

As prioridades eleitas na Consulta Popular estarão no orçamento de 2010

Por Redação em 14/08/2009

   

nao. (Foto: Cássia Lopes)
Saúde é a prioridade da região do Alto da Serra do Botucaraí

Os 16 municípios do Conselho Regional de Desenvolvimento do Alto da Serra do Botucaraí – COREDE Botucaraí, composto por Alto Alegre, Barros Cassal, Campos Borges, Espumoso, Fontoura Xavier, Gramado Xavier, Ibirapuitã, Itapuca, Jacuizinho, Lagoão, Mormaço, Nicolau Vergueiro, São José do Herval, Soledade, Tio Hugo e Victor Graeff, participaram no último dia 05 de agosto da Consulta Popular. O programa tem como objetivo desenvolver os municípios, a região e o estado com orçamento destinado para as demandas eleitas pela comunidade.

Entre as dez demandas existentes na cédula de votação, os municípios elegeram como prioridade a demanda da Construção/Ampliação da Unidade Hospitalar do Hospital de Caridade Frei Clemente, localizado no município de Soledade com 10.212 votos. Em segundo lugar, com 6.606 votos, os municípios optaram pelo Kit Segurança para a Brigada Militar de Soledade. Com poucos votos de diferença, 6.565 votos, a Conservação de estradas também foi prioridade. Além disso, a Implantação de um Curso Técnico através da execução de obra para novo curso foi eleito com 5.433 votos e com 4.657 votos, a região elegeu em quinto lugar a prioridade de Máquinas, equipamentos e insumos ao setor lácteo.

As prioridades eleitas constarão no orçamento do estado para 2010, por isso é extremamente importante que a comunidade se mobilize e faça a sua parte.

De acordo com o presidente do COREDE Botucaraí, Olavo Valendorff, a Consulta Popular deste ano foi um sucesso, considerando que ao todo 14.444 pessoas votaram na região.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade